Microsoft decreta a morte da Cortana para iOS e Android em 2020

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft decreta a morte da Cortana para iOS e Android em 2020
Avatar do autor

A partir do dia 31 de janeiro de 2020, a Cortana, assistente pessoal da Microsoft, não estará mais disponível em dispositivos iOS e Android. A decisão, publicada na página de suporte da empresa, valerá para os países que compõem o Reino Unido (Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales) e mais Austrália, Alemanha, México, China, Espanha, Canadá e Índia (não há menção ao Brasil aos EUA).

A morte da assistente pessoal em dispositivos móveis foi motivada pela desvantagem que ela sempre enfrentou em relação aos similares no mercado, tanto que o CEO da Microsoft, Satya Nadella, disse no início de 2019 que a empresa não via mais a Cortana como concorrente da Alexa, da Siri ou do Google Assistente.

A Cortana não conseguiu sobrepujar o sucesso do assistente pessoal do Google e da Alexa, da Amazon. (Fonte: CNET/Taylor Martin/Reprodução)

Segundo a Microsoft, “para tornar sua assistente digital pessoal o mais útil possível, estamos integrando-a aos seus aplicativos de produtividade do Microsoft 365. Como parte dessa evolução, em 31 de janeiro de 2020, encerramos o suporte ao aplicativo Cortana no Android e iOS em seu mercado e haverá uma versão atualizada do Microsoft Launcher com a Cortana removida.”

“Quando isso acontecer, o conteúdo que você criou, como lembretes e listas, não funcionará mais no aplicativo móvel da Cortana ou no Microsoft Launcher, mas ainda poderá ser acessado no Windows. Além disso, os lembretes, as listas e as tarefas são sincronizados automaticamente com o aplicativo Microsoft To Do, que você pode baixar gratuitamente no seu telefone."

Perguntas ainda por responder

Um porta-voz da Microsoft declarou ao site The Verge que “a Cortana é parte integrante de nossa visão mais ampla de levar o poder da computação e da produtividade conversacional a todas as nossas plataformas e dispositivos.”

Algumas perguntas, porém, ficaram sem resposta. A assistente pessoal também é usada para definir configurações e atualizar o firmware de dispositivos como os Surface Headphones, mas a Microsoft não explicou como os usuários das áreas afetadas pela decisão da empresa continuarão a ter acesso a esses recursos.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Microsoft decreta a morte da Cortana para iOS e Android em 2020