'PTinder' promete juntar os corações do lado vermelho da política

2 min de leitura
Imagem de: 'PTinder' promete juntar os corações do lado vermelho da política
Avatar do autor

"Aqui não damos match e sim marx. Não procuramos pela metade da laranja porque isso é coisa do Queiroz. Aqui buscamos a metade da nossa estrela. Vamos promover encontros, festas e shows. Nos aguarde!" É assim que a professora e coordenadora de Física do Cefet-RJ Elika Takimoto anunciou no Instagram a criação do PTinder, aplicativo de encontros para aproximar gente ideologicamente compatível.

Elika se juntou na empreitada à advogada Mônica Goretti Nagime, autora da ideia de juntar pessoas de esquerda – em tempos ideologicamente tão divididos, perguntar para a pessoa de interesse em quem ela votou parece hoje mais importante do que tudo.

Em entrevista ao jornal O Estado de Minas, a advogada disse que a plataforma não será somente para procurar a cara-metade. "Vai ajudar a conhecer todo tipo de gente, fazer amigos. As pessoas estão muito agressivas atualmente. Quem quiser se encontrar em um bar e bater um papo também poderá contar com a plataforma para encontrar companhia", disse ela. Elika emendou: “Não vai ser só petistas. Toda a esquerda pode participar."

A ideia de criar o aplicativo surgiu quando as duas quiseram ajudar um amigo a encontrar alguém. Entre os atributos do moço, ser de esquerda foi o que mais atraiu as mulheres. A ideia ganhará uma página no Instagram chamada "Partidão de Esquerda", que vai compartilhar entrevistas com pessoas de esquerda em busca de parceiros.

Segundo Mônica Goretti, para entrar no aplicativo o candidato vai ter que responder a um questionário com perguntas como “Você acredita que a Terra é plana?” e “Você acredita em mamadeiras de piroca?”, além de testes para avaliar o conhecimento do pretendente em relação à obra de Olavo de Carvalho, o dito filósofo do atual governo.

No dia do lançamento da ideia, o PTinder chegou ao primeiro lugar no trending topics mundial do Twitter , alcançando grande repercussão nos dois lados do espectro político.

O aplicativo, garantem as criadoras, deve ser lançado até o fim do ano.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
'PTinder' promete juntar os corações do lado vermelho da política