Apple testa novo recurso de respostas inteligentes para Siri no Spotlight

1 min de leitura
Imagem de: Apple testa novo recurso de respostas inteligentes para Siri no Spotlight
Avatar do autor

Parece que a Apple está testando uma expansão dos recursos da sua assistente pessoal, Siri, com a inclusão de um novo formato de resultados de pesquisas. Alguns usuários do iOS nos Estados Unidos notaram que as perguntas digitadas no serviço de busca Spotlight agora fornecem um retorno mais específico, com respostas diretas em vez de opções genéricas da web. A listagem destaca o site que possivelmente responde à pergunta e inclui um link para relatar resultados inadequados.

Espera-se que a Apple também apresente esse novo padrão de respostas mais inteligentes à Siri, aumentando a taxa de acertos da assistente e reduzindo a exibição de retornos imprecisos. O novo recurso parece ser um teste limitado, aparecendo, por enquanto, somente para usuários norte-americanos. No entanto, ainda há muito a ser feito, pois existem muitas lacunas e a empresa não corrigiu algumas desconexões.

iPhone Siri (Fonte: Tech Republic/Reprodução)
(Fonte: Tech Republic/Reprodução)

Problemas atuais da Siri e o futuro

A novidade é interessante, uma vez que, embora os serviços da Siri tenham melhorado muito ao longo dos últimos anos, respostas com resultados gerais e coleções de links ainda sejam um tanto frustrantes. Para determinados bits de dados, o aplicativo fornece um retorno direto, mas, na maioria dos casos, “OK, veja o que eu encontrei” ou “Aqui estão os resultados” podem ser bastante decepcionantes. Isso normalmente acontece quando a plataforma não consegue determinar a resposta a uma pergunta trivial usando sua inteligência, pois o questionamento está fora de seu domínio.

Desde o iOS 11, a Apple passou a criar cartões de conhecimento que auxiliam o sistema na busca de respostas para perguntas simples a partir de dados da Wikipedia e de outras fontes. Os novos retornos do Spotlight agora parecem ser uma expansão dessa tecnologia de banco de dados, pois se as estatísticas não estão disponíveis no conjunto previamente estabelecido a empresa usa algoritmos para rastrear sites e encontrar as possíveis respostas, aproximando-se de um resultado inteligente. Esse é o método do Assistente da Google, que se baseia no rastreamento da web.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Apple testa novo recurso de respostas inteligentes para Siri no Spotlight