Imagem de: Bug bloqueia YouTube no novo Edge e sugere que você baixe o Google Chrome

Bug bloqueia YouTube no novo Edge e sugere que você baixe o Google Chrome

1 min de leitura
Avatar do autor

A nova versão do Microsoft Edge baseado no Chromium foi alvo de uma polêmica recente — que pode ter sido uma sacanagem ou um grande mal entendido. Aparentemente, usuários não conseguiam acessar a mais recente interface do YouTube no navegador e, como resposta, o site avisava que a melhor alternativa para fazer isso seria baixar o concorrente Google Chrome.

A denúncia partiu do editor do site Windows Central, Zac Bowden, que compartilhou uma captura de tela mostrando a mensagem. Confira:

Nas respostas, há muitos relatos de usuários que também só conseguiam acessar a versão antiga do site de vídeos, mas ninguém mais parece ter recebido a sugestão de uso do Chrome.

Por enquanto, o novo Edge está em fase Beta e é normal que falhas aconteçam. Entretanto, esse tipo de mensagem não é exatamente inédita e enfureceu parte da comunidade, que acredita que a mensagem é uma concorrência desleal por parte da Google. Além disso, há quem ainda se lembre de acusações feitas contra a Google em dezembro de 2018 sobre ela sabotar o Edge de forma intencional com bugs.

O lado da Google

Segundo a empresa, a falta de suporte não passou de um erro de sistema, natural enquanto a versão estável do navegador não é lançada.

"Estamos cientes que usuários de uma versão prévia do Edge baseado no Chromium estão sendo redirecionados para a versão velha do YouTube. Estamos trabalhando para resolver esse problema. Estamos comprometidos em apoiar o YouTube no Edge e nos desculpamos por qualquer inconveniente que isso tenha gerado", diz o comunicado oficial. A Microsoft não se pronunciou a respeito até a publicação desta matéria.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Bug bloqueia YouTube no novo Edge e sugere que você baixe o Google Chrome