O Google está preparando o lançamento de novas telas com opções de escolha de navegadores e buscadores para o Android. Essas telas serão utilizadas na União Europeia e vão aparecer sempre que um dispositivo com o sistema operacional for iniciado pela primeira vez. A medida é uma resposta à multa de US$ 5 bilhões por práticas anticompetitivas imposta à companhia.

Essa nova tela é semelhante a uma que a Microsoft já foi obrigada a implementar no Internet Explorer quando ele era o navegador dominante. No caso do Android, ela vai mostrar que o usuário tem outras opções além do Google Chrome, sugerindo a instalação de Mozilla Firefox, Microsoft EdgeOpera ou Puffin. O mesmo acontece em relação às buscas, que podem ser feitas usando Qwant, DuckDuckGo, Ecosia ou Seznam.

GoogleTela de escolha de navegador e buscador do Android. Fonte: The Verge/Reprodução.

Mas para o FairSearch, grupo de empresas e organizações que lutam contra práticas anticompetitivas, as medidas não são suficientes. “A tela de escolha do Google não faz nada para corrigir o problema central que é o fato de aplicativos do Google continuarem sendo o padrão em todos os dispositivos Android”, diz a entidade em nota publicada no seu site oficial.

O problema é que apesar de não serem escolhidos pelo usuário, o Chrome a busca no Google continuariam atrelados ao Android, não sendo possível desinstalar os produtos da própria empresa do dispositivo. O Google ainda não confirmou se vai seguir em frente com o design atual ou trabalhar com a FairSearch para implementar novas mudanças.

Cupons de desconto TecMundo: