Google receberá nova multa pesada por práticas anticompetitivas na Europa

1 min de leitura
Imagem de: Google receberá nova multa pesada por práticas anticompetitivas na Europa
Avatar do autor

As práticas comerciais controversas da Google na Europa não passam em branco pelas autoridades. Após ser multada na semana passada em quase R$ 9 bilhões por práticas anticompetitivas relacionadas ao seu buscador, a companhia de Mountain View deve receber novas multas pesadas por parte da Comissão Europeia (CE).

De acordo com a Reuters, desta vez, os problemas envolvem ações anticompetitivas da empresa relacionadas ao Android e ao AdSense. A CE ainda não estipulou o valor da multa porque busca uma segunda opinião de um grupo de especialistas, mas a definição deve acontecer em breve.

E se a demora e a análise dos especialistas pode parecer algo benéfico para o Google, o objetivo é exatamente o contrário: esse painel visa assegurar que a multa será pesada o suficiente. A expectativa é de que a sanção alcance novamente um valor recorde, assim como aconteceu com a multa aplicada há alguns dias.

A acusação

A Comissão Europeia acusou a Google ainda em 2016 de abusar da sua condição dominante no mercado de smartphones para dificultar os negócios de concorrentes. Tais práticas incluem solicitações feitas a parceiras que usam o Android em seus dispositivos para que elas incluíssem o mecanismo de busca e o navegador da empresa nos aparelhos, além de impedir por contrato que as companhias utilizassem versões antigas do sistema operacional.

Outra acusação envolve o pagamento por parte da Google para que as parceiras usem os seus produtos, além da obrigação da inclusão da Google Play Store como a loja de apps padrão de cada dispositivo.

“Se a Google fosse forçada a desassociar a Google Play de seus outros serviços digitais, as fabricantes de portáteis e as operadoras estariam livres para definir como padrão o que elas quisessem, dando início assim a um declínio no uso dos serviços Google”, afirmou o analista financeiro independente Richard Windsor.

As sanções contra a Google pode vir a ser um baque forte nos negócios da empresa na Europa. Supondo que a companhia seja obrigada a oferecer alternativas aos usuários do seu sistema mobile em relação a navegador, motor de busca e loja de aplicativos padrão, é bem provável que o alto potencial de crescimento vindo do Android seja prejudicado.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Google receberá nova multa pesada por práticas anticompetitivas na Europa