Apple apresentou nesta segunda-feira (04) a atualização para o sistema operacional de seus notebooks e computadores de mesa, o macOS Mojave, durante sua conferência para desenvolvedores a WWDC 2018. Entre as novidades estão os repaginados modo escuro e visual para a Mac App Store, ajuste de organização para conteúdos, entre outras coisas — nada foi assim bombástico mas deve manter o uso fluído e mais integrado às tecnologias desenvolvidas nos últimos 12 meses.

A começar pelo Dark Mode, que usa um esquema de cores e brilho mais suave e prioriza uma experiência contínua que agrida menos os olhos. Essa é uma tendência crescente na indústria, já que estamos cada vez mais grudados nas telas dos dispositivos. Essa funcionalidade estava disponível anteriormente e a diferença é que agora ela se estende a todo o ecossistema de software (como Mail, Messages, Maps, Calendar e Photos).

A Mac App Store recebeu um “banho de loja” — com o perdão do trocadilho — e ficou mais próxima de sua “irmã” App Store para iPhones e iPads. Você poderá ver notificações para destacar os novos aplicativos e coleções, além de material editorial da própria Maçã. Aliado a isso, os usuários terão uma gama maior de produtos, incluindo o Office 365 da Microsoft e o Lightroom CC da Adobe.

macos mojave appleNovo modo escuro

Melhor organização e acessibilidade

Todo mundo sabe que se perder em meio a tanta coisa na máquina é fácil quando passamos o dia trabalhando com diferentes folders e tipos de arquivo. Para dar uma geral nessa bagunça, a Apple criou o que chama de “stacks” (ou “pilhas”), que vai empilhando automaticamente os documentos de acordo com seus atributos, a exemplo de data de modificação e tags — a máquina vai guardando sozinha os PDFs no mesmo lugar,  assim como os filmes, fotos e etc.

applemacOS Mojave empilha o conteúdo igual nas mesmas pastas

Aliado a isso, o novo “Gallery View” do Finder permite ver uma prévia da biblioteca, de forma semelhante à interface tridimensional para música Cover Flow e bem parecido com o que pode ser feito no Windows Explorer — com a vantagem de ter mais detalhes sobre os metadados e ações rápidas, como girar as imagens ou juntá-las em um PDF.

Controle para o lar e segurança

Com o macOS Mojave, você poderá controlar todos os aparelhos e eletrodomésticos conectados via HomeKit, como o esquema de luzes ou o termostato de sua casa. Ele também permitirá que você grave memorandos sonoros, com o uso do Voice Memos. Já o app de News vem para concentrar em um só lugar suas publicações favoritas — e assim diminuir o volume de fake news.

macos mojave appleNovo sistema operacional oferece interface para usar itens para o lar conectados pelo HomeKit

E a segurança? Bem, todos os softwares receberam atualizações. O navegador Safari agora conta com o Intelligent Tracking Prevention, que bloqueia os botões de “Curtir” e “Compartilhar” e de comentários de redes sociais que não possuem permissão. Há também uma opção para impedir o rastreamento de sites. E para usar a câmera e microfone ou acessar histórico de emails e das mensagens os apps vão ter que passar pela aprovação do usuário.

Lançamento fica para o meio do segundo semestre

Há alguns pequenos ajustes do macOS Mojave que merecem menção, a exemplo dos Screenshots, que permitem mais opções de manipulação para as imagens coletadas na tela do dispositivo; e a Continuity Camera, que permite compartilhar uma imagem ou documento de um iPhone ou iPad próximos de um Mac. Tá, mas quando teremos essas atualizações?

Bem, uma prévia do novo sistema operacional já está disponível para os membros do Apple Developer Program e um beta aberto ao público deve ser disponível no final deste mês. A distribuição oficial acontece em algum momento de nossa primavera (o outono deles), entre setembro e dezembro, e serve para Macs comprados a partir de 2012 e os modelos Mac Pro de 2010 e 2012 com cartões gráficos compatíveis com o framework Metal.

Cupons de desconto TecMundo: