Adobe acaba de anunciar a decisão de fazer o XD gratuito com o plano "Starter", revelando talvez uma nova fase da companhia, que sempre lucrou com taxas para a utilização de seus programas. A ferramenta é relativamente nova, teve seu primeiro protótipo lançado em 2015 e serve para realização de design e estrutura de projetos para web, como sites e aplicativos para celular. 

Antes da chegada dessa ferramenta, o próprio Photoshop era usado para a realização de mockups de website e aplicativos. Como ele não estava fazendo o trabalho completo, a Adobe lançou o XD (o nome abrevia Experience Design). Com ele, designers conseguem trabalhar adequadamente o fluxo do projeto, o caminho que o usuário percorre ao clicar nos botões dos apps ou nos links em um website.

1

Essa decisão da Adobe vem poucas semanas depois deoutra iniciativa para crescer e agregar mais usuários: houve um corte nos preços para o uso dos programas em escolas. Apenas 5 dólares anuais por aluno darão acesso à Creative Cloud da Adobe, para onde os programas e aplicativos estão sendo gradualmente movidos, desde 2013. O acesso ao Photoshop pela nuvem, por exemplo, dá a vantagem de estudantes poderem acessar o app de qualquer lugar ou dispositivo.

Há algumas limitações para o uso gratuito do XD, com relação às transferências online, no entanto. O usuário pode trabalhar em quantos projetos quiser, mas será possível transferir apenas um de cada vez. Assim, para quem trabalha com muitos clientes e projetos ao mesmo tempo, ainda poderá ser interessante pagar a taxa mensal de 10 dólares.