Nós falamos em dezembro sobre uma inteligência artificial que vinha sendo usada para criar vídeos pornográficos falsos com famosos. Agora, em pouco tempo, a tecnologia evoluiu e se popularizou, com mais pessoas usando recursos de aprendizado de máquina para adicionar digitalmente rostos de famosos em conteúdo pornô.

A situação um tanto quanto bizarra foi descoberta em um fórum do Reddit pelo pessoal do site Motherboard. A mesma publicação, agora, volta a tratar do tema e ressalta o avanço da tecnologia usada na criação dos chamados “deepfakes”, os vídeos falsos criados com o auxílio de redes neurais.

Um dos usuários da plataforma, chamado de “deepfakeapp”, criou o FakeApp, um aplicativo que promete oferecer o recurso de maneira intuitiva e amigável, capaz de permitir que “qualquer um” crie esse tipo de vídeo usando materiais próprios. Segundo a reportagem, a intenção do inventor do app era justamente tornar o recurso acessível para quem não tem conhecimento técnico avançado para usufruir dele de outra maneira.

Preocupante: tecnologia vem se tornando cada vez mais popular e acessível

“Eu penso que a versão atual do aplicativo é um bom começo, mas espero refiná-lo ainda mais nos próximos dias e semanas”, comentou deepfakeapp em conversa com a repórter da Motherboard. “Eu quero aprimorá-lo a ponto de que um usuário possa selecionar um vídeo em seu computador, baixar uma rede neural correlacionada a um determinado rosto de uma biblioteca pública e trocar no vídeo apertando um único botão", prosseguiu.

A intenção do criador do aplicativo é ambiciosa, e não é difícil imaginar o quanto os resultados de sua inventividade podem ser prejudiciais. Ao navegar pelo Reddit, é fácil encontrar montagens com atrizes famosas, como Gal Gadot (“Mulher-Maravilha”), Daisy Ridley (“Star Wars – O Despertar da Força”) e Jessica Alba (“Sin City – A Cidade do Pecado”).

Para além dos problemas oriundos dos vídeos pornôs fakes, há ainda outro problema: vídeos falsos de personalidades ou políticos. Também não é difícil imaginar o potencial destruidor que esse tipo de serviço pode ter quando utilizado nesse âmbito.

Uso positivo?

Se pensarmos na aplicação desse tipo de recurso no cinema, por exemplo, a tecnologia pode ser muito bem-vinda. Um comparativo feito entre a cena original em que a Princesa Leia aparece no filme “Rogue One” e a cena reeditada, com o rosto trocado digitalmente, ressalta uma possível utilidade positiva do recurso.

Como quase tudo no mundo, então, essa tecnologia pode ser de grande utilidade na indústria do cinema e da televisão ou se tornar uma arma para arruinar reputações de anônimos e famosos.

Cupons de desconto TecMundo: