Se você mora ou tem um estabelecimento em determinado local e fica preocupado com a segurança, com certeza já pensou em usar cercas elétricas ou animais de estimação para tentar se proteger da violência. Porém, precisamos combinar, nada melhor do que uma boa câmera de segurança, né? Afinal, você teria acesso a uma sequência de imagens gravadas que poderia ser bem útil em caso de necessidade. Mas qual câmera comprar? O que é preciso levar em conta para escolher um modelo? Calma, vamos te explicar. Confira: 

Entendendo quais são os tipos 

 

Antes de mais nada, é preciso entender quais são os tipos de câmeras disponíveis. Há, basicamente, duas opções: as câmeras analógicas, conhecidas como IP ou WiFi, e as de circuito, chamadas de CFTV. Na verdade, a diferença principal entre esses dois tipos está na forma como o sinal é entregue a cada uma delas. Contudo, as câmeras IP têm uma vantagem, já que é possível enviar, em tempo real, as imagens filmadas para um tablet ou celular. Bem melhor ter os vídeos na palma da mão e prontos para serem levados para qualquer lugar, né? Contudo, essa facilidade também está relacionada a preços um pouco mais altos  mas, com um pouco de pesquisa e atenção, é possível encontrar boas câmeras por volta de R$ 200. 

Qual lente escolher? 

Para entender qual é a melhor lente para escolher em sua câmera WiFi, é preciso ter um conceito simples em mente: quanto mais aberto for o ângulo de visão da lente, mais espaço do ambiente será capturado nas imagens. Então, fique atento: procure sempre câmeras que tenham um ângulo vertical de 120 a 180 graus, que será suficiente para gravar uma sala inteira sem que você tenha que encaixar a câmera em alguma posição no alto — o que ajuda na segurança, já que ela não ficará na visão dos invasores. 

Sensores e outros aspectos 

 

Uma das características mais importantes na hora de escolher a câmera que você vai utilizar são sensores, que podem ser de movimento, de calor e outros. Em caso de uma invasão, por exemplo, isso faria com que a câmera fosse ativada automaticamente, identificando entradas de pessoas indevidas e notificando o dono pelo celular. Caso você queira utilizar a câmera em ambientes com pouca iluminação ou durante a noite, também é bacana verificar se o dispositivo possui infravermelho para a visão noturna. Se sim, não se esqueça de verificar o alcance do recurso, para se certificar de que as imagens gravadas não vão deixar nada de fora. 

Na hora de instalar 

A instalação pode ser um momento de preocupação para muitas pessoas, mas fique tranquilo: basta seguir as instruções do manual da sua câmera, e tudo vai funcionar perfeitamente. Contudo, é preciso que você fique atento a dois pontos durante a instalação: a senha escolhida e a compatibilidade com a rede WiFi. Como a senha vai dar acesso às imagens, é muito importante que você a mantenha em segredo e a passe apenas para pessoas de confiança. Caso você peça para alguém te ajudar com a instalação, deixe claro que será você quem fará a configuração da senha. É importante lembrar que ela precisa ser digitada corretamente para conectar a câmera à internet. 

Visualizando as imagens 

 

Geralmente, as câmeras WiFi são compatíveis com smartphones, tablets e navegadores do computador, de modo que você consegue ver as imagens em qualquer lugar. Caso a gravação seja do tipo local, é importante saber que apenas certa quantidade de dias serão armazenados. Se a câmera for desse modelo, não se esqueça de verificar se há compatibilidade com cartões de memória para salvar as gravações.

Quer comprar? Confira estes links:

Cupons de desconto TecMundo: