E aí, lembra da tal história da Carteira Nacional de Habilitação eletrônica no Brasil? Ela foi anunciada no meio deste ano e até chegou a figurar em uma versão de testes para aparelhos Android, mas foi tirada do ar para não confundir os desavisados – que podiam achar que se tratava do produto final.

Depois de uma longa espera, o app finalmente foi oficializado e pode ser utilizado por quase qualquer motorista com uma CNH mais recente. Ok, mas por que “quase”? Porque, por enquanto, só o pessoal de Goiás e do Distrito Federal está incluso nessa fase inicial do programa do Denatran. Em breve, o serviço deve ser disponibilizado para o restante do país. A expectativa é que “até 1º de fevereiro de 2018, todos os Detrans dos 27 estados devam estar aptos a emitir a versão da CNH Digital”.

Seja como for, a ideia é boa e segue o que já vem sem feito há tempos com cartões de crédito e cartões de banco – que somem cada vez mais das carteiras. Isso porque a CNH-e (ou CNH Digital) permite dispensar de vez o documento físico, ficando armazenada de forma segura no seu celular e tendo a mesma validade legal do bom e velho item de papel. Ok, mas é fácil se preparar para fazer essa troca? Mais ou menos.

cnh digital celular documento

Como bem explicam os colegas da MacMagazine, primeiro é preciso ter a versão mais nova da CNH tradicional, com código QR. Caso você não faça parte desse grupo seleto, dá para solicitar uma 2ª via do documento junto ao Detran do seu estado, pagando uma pequena taxa (R$ 95) pela operação. Depois disso (ou caso já tenha essa CNH), basta se cadastrar no portal de serviços do Denatran, confirmar seus dados junto a uma agência do Detran e, aí sim, usar um código de ativação para liberar o uso do aplicativo como carteira de motorista oficial.

O software, aliás, já pode ser baixado tanto na loja de apps da Google quanto na da Apple. Vale notar que, como o documento fica atrelado a apena um dispositivo, é necessário bloquear o código do aparelho anterior e solicitar um novo para que os dados da sua CNH Digital possam ser migrados para outro smartphone. E aí, curtiu a novidade? Deixe a sua opinião sobre o assunto mais abaixo, na seção de comentários.

Cupons de desconto TecMundo: