O Governo Federal retirou do ar a versão demonstrativa da CNH Digital, que estava disponível para Android e devia ser baixada diretamente do site do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), órgão responsável pelo desenvolvimento do aplicativo. De acordo com o Serpro, a medida foi tomada “para evitar dúvidas dos usuários”.

O grande ponto aqui é que, como não estava disponível por meio da loja oficial do Android, a Play Store, a CNH Digital exigia que o usuário habilitasse a instalação de aplicativos por fontes externas. Em último caso, essa ação poderia facilitar a instalação de apps mal intencionados, mesmo que para isso fosse necessária a confirmação por parte do usuário.

Chamada oficialmente de Carteira Nacional de Habilitação eletrônica (CNH-e), a versão digital da CNH estava apenas em fase demonstrativa, isto é, ao instalar o aplicativo, o usuário via apenas um modelo de como a versão oficial do documento funcionará no futuro. Em substituição ao app, o Serpro adicionou em seu site uma série de telas que exibem exatamente todos os detalhes sobre o app.

Demonstração da CNH-e agora está dentro do site do Serpro

Em nota enviada ao G1, a empresa pública afirmou que “retirou a versão demonstrativa do aplicativo da CNH-e. A medida foi adotada para evitar dúvidas dos usuários com relação ao ambiente de download fora das lojas oficiais da Apple e Android.”

A CNH-e foi aprovada no final de julho deste ano e começa a ser implantada a partir de setembro deste ano — Goiás é o primeiro estado a utilizá-la. Depois disso, o processo continua até fevereiro de 2018, quando todos os 26 estados mais o Distrito Federal devem utilizar a verão eletrônica da carteira de motorista.

Cupons de desconto TecMundo: