Amazon anunciou hoje (11) que sua assistente digital, a Alexa, está recebendo uma atualização para que possa distinguir seus usuários pela voz. A novidade se mostrará útil par quem compartilha algum dispositivo Echo com a família ou colegas de apartamento.

Dessa maneira, quando determinada pessoa pedir para que a Alexa toque música, ela fará isso de acordo com as preferências individuais daquele usuário. Se você pedir para a Alexa ligar para sua mãe, ela então fará uma chamada de voz para sua mãe mesmo, e não para sua sogra, no caso de você dividir um dispositivo com a esposa ou esposo.

Essa atualização já começou a distribuída para todos os aparelhos da linha Echo e também para dispositivos feitos por outras marcas, mas que carregam a assistente da Amazon. Para que a novidade tenha efeito, entretanto, os usuários precisam treinar a Alexa com sua voz. Há inclusive um tutorial no site da empresa explicando como deve ser feito o processo.

Ainda não se tem informações sobre como é a qualidade do reconhecimento de voz da Alexa, mas a Amazon explica que, quando ela não conseguir identificar um usuário em específico, continuará realizando os comandos da maneira como faz hoje, de forma impessoal, mas sempre considerando a conta do proprietário principal do aparelho.

Amazon e Google vêm se digladiando na batalha pela assistente digital mais completa

É interessante notar que Amazon e Google vêm se digladiando na batalha pela assistente digital mais completa. O Google Assistente recebeu a identificação por voz há cerca de seis meses e está disponível em muito mais idiomas e smartphones do que a concorrente. A Google ainda aplicou um novo modelo de conversão de texto para voz que resulta em uma fala digital muito mais natural do que antes. A Alexa, por sua vez, tem mais habilidades para lidar com equipamentos da Internet das Coisas. MicrosoftApple com suas assistentes CortanaSiri parecem não estar conseguindo acompanhar as duas concorrentes tão de perto.

Cupons de desconto TecMundo: