A Google fez hoje (29) uma demonstração do seu mais recente esforço em realidade aumentada: o ARCore. Essa plataforma pretende trazer realidade aumentada ou AR para uma grande variedade de smartphones e, durante o evento, jornalistas puderam testar aplicações baseadas no ARCore no Google Pixel e no Galaxy S8. A empresa diz que, em breve, o recurso será compatível com mais de 100 milhões de celulares, o que é muito mais do que o Tango consegue oferecer hoje.

Aparelhos como o ZenFone AR da Asus, que contam com sistema Tango, simplesmente não atraíram tanto a atenção do público. O ARCore, por sua vez, não faz nenhum requerimento de hardware que os smartphones atuais já não possam cumprir. Por isso, a novidade é mais um complemento de software.

Mas o que é esse ARCore, afinal? É basicamente uma plataforma na qual desenvolvedores podem basear suas aplicações de realidade aumentada ou mesmo para onde podem importar apps que já tenham feito para outras, como o ARKit da Apple.

Ainda assim, é importante ressaltar que o ARCore não possibilita que aplicações tão avançadas como as do Tango funcionem com precisão em smartphones comuns. Os casos de uso aqui são bem mais simples e menos “profissionais”. É mais para diversão e atividades mais triviais, como compras e buscas, do que para recriar ambientes virtuais com precisão. Por isso, a Google não pretende abandonar o Tango em favor do ARCore.

Os apps que a Google demonstrou são básicos e conseguem simplesmente identificar superfícies planas e, em seguida, aplicar objetos virtuais sobre elas. Com as informações de iluminação que a câmera consegue perceber, esses objetos podem inclusive projetar sombras e, com isso, se integrarem melhor ao ambiente.

Contudo, ainda não existem aplicações para o ARCore que conseguem interagir de fato com formas humanas, apesar de alguns já conseguirem ativar ações de acordo com algumas condições do ambiente, como a súbita diminuição na quantidade de iluminação ou a inserção de uma rosto no fundo das projeções.

Segundo Adi Robertson, do The Verge, a fluidez das demonstrações do ARCore parece incialmente melhor que o que ela mesma já viu com algumas ferramentas feitas pela própria Apple para o seu ARKit. Ainda assim, é muito cedo para comparar ambas as plataformas.

Apesar de falar que o ARCore chegará em breve a mais de 100 milhões de aparelhos Android existentes e vindouros, a Google ainda não deu uma data nem especificou como distribuirá atualizações para que isso seja possível.

Cupons de desconto TecMundo: