Em maio deste ano, a Google anunciou o Project Treble, uma iniciativa que promete agilizar o processo de atualização do sistema nos aparelhos com Android, sem dúvida um dos grandes contratempos da plataforma. Entretanto, a ideia inicial do projeto contemplava apenas novos dispositivos que já saírem de fábrica com o ainda não lançado Android O, mas a companhia tenta rever essa questão.

Em um podcast, um trio de engenheiros da Google afirmou que a empresa está trabalhando para desenvolver parcerias com outras fabricantes a fim de estender esse novo método de atualização também a aparelhos já existentes. Até então, os únicos aparelhos antigos que receberiam o novo formato seriam Pixel e Pixel XL, ambos da Google.

Nenhum modelo ou marca foi especificado, mas a Google vai conseguir levar o Treble aos Pixel antigos graças a uma parceria com a Qualcomm, fornecedora dos processadores que equipam os dispositivos. Talvez o próximo passo seja incluir outras fabricantes a fim de dotar alguns flagships lançados em 2016 e 2017 com as atualizações modulares do Android.

Atualização modular

O Project Treble pretende depender menos das companhias que utilizam o Android em seus aparelhos para levar uma atualização adiante. Atualmente, as fabricantes parceiras da Google precisam atualizar drivers a cada novo update disponibilizado; com o novo formato, a implementação da fabricante é contínua e o framework do Android apenas se conecta a ela, justamente a mudança que permite dar mais agilidade ao processo.

Cupons de desconto TecMundo: