Muito antes de a Apple, Samsung, LG, Sony e outras fabricantes apostarem nos relógios inteligentes como o futuro da tecnologia, a Casio já fabricava aparelhos que faziam muito mais do que mostrar as horas. Durante a década de 90, ter um dos acessórios da empresa capazes de servir como agenda eletrônica ou calculadora era sinônimo de grande prestígio social entre os amigos do colégio durante o recreio.

Portanto, não surge como uma surpresa a notícia de que a Casio deve anunciar sua primeira empreitada no mercado de smartwatchs em 2016. Segundo o Wall Street Journal, a companhia deve apostar em um produto com funções simples, cujas principais características vão ser o conforto e a durabilidade.

Na prática, a companhia quer oferecer um relógio que também tenha a função de dispositivos inteligentes, e não um smartphone simples que tem a aparência de um relógio — formato que tem sido um padrão nesse meio até o momento. Segundo Kazuhiro Kashio, presidente da companhia, o objetivo é produzir “um dispositivo que não quebre fácil, é simples de usar e é confortável”.

Segundo Kashio, o smartwatch da Casio vai ter um preço acessível, ficando na mesma faixa de preço que o modelo Apple Sport (que custa US$ 349). O produto deve chegar às lojas dos Estados Unidos e do Japão até o final de março e vai ter como público-alvo homens que gostam de praticar atividades ao ar livre — o presidente espera que o dispositivo consiga acumular rapidamente pelo menos US$ 80 milhões em vendas.

Cupons de desconto TecMundo: