Se você acompanhou as notícias nos últimos dias, provavelmente ficou sabendo do site "Tudo sobre todos". O domínio apresenta o CPF, o endereço, o telefone e vários outros dados de pessoas físicas — para detalhes mais elaborados, eles ainda cobram um valor. Infelizmente, também não é tão fácil derrubar o serviço, já que ele tem registro fora do Brasil.

O G1 ouviu alguns especialistas de segurança para entender o que pode acontecer com sites como o "Tudo sobre todos", e também como se proteger. No momento, o Ministério Público Federal abriu uma investigação sobre o caso.

Um dos exemplos de fraudes possíveis é a realização de compras online com dados de terceiros — e o valor da aquisição caindo diretamente na conta da pessoa lesada. Caso isso aconteça com você, saiba que é possível entrar em contato com a loja ou empresa e pedir ressarcimento do dinheiro.

Contudo, se mesmo após o contato com a loja, a pessoa que foi fraudada se sentir prejudicada, ela pode acionar a empresa, segundo Fátima Lemos, assessora técnica do Procon SP.

Como dica, Lemos diz que, ao informar os dados para uma companhia, o consumidor precisa garantir que vai passar estritamente o necessário. A instituição também precisa ser lícita, "já que ela é a responsável pela segurança desses dados".

Resumindo: tenha cuidado ao repassar as suas informações para qualquer serviço. Além disso, caso você se sinta lesado, corra atrás de seus direitos.

Tem alguma dica para as pessoas se protegerem de fraudes na internet? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: