(Fonte da imagem: Reprodução/The Washington Post)

Recentemente, o Tecmundo publicou um artigo sobre a polêmica do PRISM, um suposto programa norte-americano, revelado por um ex-agente da NSA, que monitora praticamente tudo o que nós fazemos na internet. Edward Snowden, que denunciou as práticas, está foragido dos EUA.

Neste final de semana, o jornal The Washington Post publicou novos slides, supostamente classificados como “secretos”, que revelam mais alguns detalhes sobre a natureza do programa de vigilância mantido pelo governo dos EUA. As imagens confirmam as denúncias de Snowden e apontam que o PRISM permite à NSA e ao FBI supervisionar mensageiros e emails em tempo real.

Os slides mostram como funcionam os processos de gravação e armazenamento de dados dos alvos investigados. Empresas como Google, Facebook e Microsoft fariam parte do sistema, disponibilizando acesso direto aos seus dados (o que foi prontamente negado por todas elas).

Assim como o The Washington Post, o jornal The Guardian também possui cópias não só desses, mas de vários outros slides, porém não se sabe quando e nem como as publicações pretendem revelá-los. Todo o conteúdo foi revelado pelo site WikiLeaks, que tinha Snowden como um de seus colaboradores.

Cupons de desconto TecMundo: