Idoso que caiu no golpe do motoboy será ressarcido pelo Bradesco

1 min de leitura
Imagem de: Idoso que caiu no golpe do motoboy será ressarcido pelo Bradesco
Imagem: Shutterstock

Um idoso que caiu no golpe do motoboy terá direito a receber os cerca de R$ 4,5 mil roubados da sua conta no Bradesco, após a ação fraudulenta. A determinação foi dada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) no último dia 22 de julho.

Morador de Limeira (São Paulo), o homem de 78 anos foi procurado pelos golpistas em dezembro do ano passado. Na ligação, um falso atendente do Bradesco disse a ele que uma compra no valor de R$ 1,9 mil havia sido registrada em seu nome e solicitou a devolução do cartão, que teria sido clonado, além da senha para bloqueá-lo.

Sem desconfiar da fraude, o aposentado entregou o cartão ao motoboy que foi à sua casa e, a partir daí, começaram os saques indevidos na sua conta corrente. Foram várias transações em dois dias, que resultaram em um prejuízo de R$ 4.553.

Depois da fraude, a vítima do golpe do motoboy acionou a justiça, alegando que o limite de transferências, saques e pagamentos disponibilizado pelo Bradesco era inferior à quantia sacada. No entanto, o pedido de ressarcimento foi inicialmente negado.

Mudança de rumos

Os advogados de defesa recorreram e conseguiram obter o direito ao ressarcimento pelo banco. Na nova decisão, o juiz Ricardo Truite Alves comentou que a situação da vítima é “peculiar”, devido à idade, e afirmou não ser possível exigir dela o mesmo grau de conhecimento técnico de uma pessoa mais nova.

Além disso, o magistrado disse que o banco não apresentou provas de ter alertado ao cliente sobre a possibilidade de golpe. Embora tenha determinado o ressarcimento do valor roubado da conta, Alves negou o pedido de indenização por danos morais, por não ter havido dano extrapatrimonial, na sua opinião.

Vários casos semelhantes têm sido registrados este ano, como o de uma cliente do Banco do Brasil, também vítima do golpe do motoboy, que teve direito a R$ 11 mil de indenização, enquanto um correntista do Santander recebeu R$ 25 mil após cair em um golpe no WhatsApp. Outro banco condenado pela justiça foi o Nubank, sendo obrigado a indenizar um cliente cujo celular foi roubado.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.