Hackers russos vazaram documentos do Brexit, diz Google

1 min de leitura
Imagem de: Hackers russos vazaram documentos do Brexit, diz Google
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Uma equipe de cibersegurança do Google descobriu laços entre hackers de origem russa e uma página que vazou e-mails privados e outras informações do Brexit, a campanha de saída da União Europeia pelo Reindo Unido.

O site “Very English Coop d’Etat” ("Um Golpe de Estado Muito Inglês", em tradução livre) alega que uma série de figuras do alto escalão da política local estava controlando as decisões sobre o Brexit e trocava mensagens para falar sobre os próximos passos da operação.

A saída do Reino Unido foi oficializada em 2020, também com possível interferências de agentes russos em campanhas nas redes sociais.

Invasão e vazamento

Por enquanto, a autenticidade dos e-mails vazados não foi confirmada, mas algumas das pessoas envolvidas avisaram sobre invasões e culparam agentes russos, que teriam comprometido contas a partir do cliente de emails ProtonMail.

O grupo em questão se chama Cold River e há semelhanças entre a forma de atuação do site e de campanhas anteriores feitas por invasores russos. Por enquanto, não há provas da conexão entre os invasores e o governo de Vladimir Putin.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes