Panasonic é atacada de novo e divisão do Canadá tem dados roubados

1 min de leitura
Imagem de: Panasonic é atacada de novo e divisão do Canadá tem dados roubados
Imagem: Panasonic
Avatar do autor

A fabricante Panasonic foi alvo de um novo ciberataque na divisão canadense da companhia. O caso aconteceu em fevereiro de 2022 e só foi confirmado agora pela empresa japonesa.

Segundo o perfil especializado em cibersegurança @vx-underground, o responsável foi o Conti, uma estrutura de ransomware que pode ser adquirida por criminosos e adaptadas para diferentes alvos. Ao todo, teriam sido roubados 2,8 GB de dados da marca, incluindo arquivos e planilhas variadas dos sistemas, além de documentos dos setores de finanças e Recursos Humanos.

Vale lembrar que esse não é o primeiro ataque recente do tipo contra a Panasonic: no início de 2022, ela confirmou que a exploração criminosa de uma vulnerabilidade nos sistemas ocorrida no ano passado gerou o acesso não autorizado a dados de candidatos a vagas na empresa.

O que diz a empresa

Em um comunicado enviado ao site TechCrunch, a Panasonic afirma por meio de um porta-voz que de fato foi alvo de um "ataque de cibersegurança direcionado", sem exatamente desmentir ou confirmar que ele foi um ransomware.

A marca ainda não detalhou a intensidade da invasão, mas já investiga o caso e notificou possíveis clientes que podem ter os dados comprometidos.

"Nós tomamos ação imediata para resolver o incidente com ajuda de especialistas em cibersegurança e nossos provedores de serviço. Isso inclui a identificação do escopo do impacto, contenção do malware, limpeza e restauração dos sistemas, reconstrução de aplicativos, e uma rápida comunicação com os consumidores afetados e autoridades relevantes", diz o texto.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.