Drone de inspeção da Copel é derrubado a tiros no Paraná

1 min de leitura
Imagem de: Drone de inspeção da Copel é derrubado a tiros no Paraná
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Um drone laranja, usado pela Companhia Paranaense de Energia (Copel) para fazer inspeções de rotina na rede de distribuição, foi abatido a tiros no final da semana passada, enquanto operava em uma área próxima à Estrada da Graciosa, em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba. Técnicos da concessionária registraram a ocorrência na Polícia Militar.

A Copel se orgulha de possuir hoje a segunda maior frota de drones do Brasil. As pequenas aeronaves trouxeram mais segurança e agilidade para os eletricistas, que passaram a fazer, utilizando os dispositivos, as verificações do funcionamento de chaves, transformadores e outros equipamentos de rede, muitas vezes em locais de difícil acesso. De acordo com a empresa, uma inspeção que demorava dez dias a partir do solo agora é feita em apenas três com o uso dos drones.

Fonte: Copel/Divulgação.Fonte: Copel/Divulgação.Fonte:  Copel 

A Copel tem autorização para usar drones?

A empresa de distribuição de energia esclareceu que o uso desse tipo de equipamento é regulamentado e autorizado pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo, DECEA, do Ministério da Defesa. Todos os drones da Copel possuem planos de voo previamente autorizado pelo órgão, que é responsável por viabilizar os movimentações e ordenação de fluxos nos céus do Brasil.

De acordo com a companhia, se o cidadão identificar um drone laranja sobrevoando sua propriedade, é provável que seja um dos aparelhos de sua frota, trabalhando em alguma operação de rotina na identificação de possíveis falhas na rede elétrica.

Portanto, não existe motivo para preocupações, segundo a empresa. Mas, se o consumidor não tiver certeza e queira se certificar se a observação está mesmo sendo feita por um funcionário da Copel, basta ligar para o telefone 0800 51 00 116 e obter esclarecimentos.