Assistência Google é acusada de roubar dados e dinheiro de clientes

1 min de leitura
Imagem de: Assistência Google é acusada de roubar dados e dinheiro de clientes
Imagem: Blog Google
Avatar do autor

Uma denúncia anônima publicada na noite de domingo (5) no Reddit e outra, feita no Twitter por uma designer de jogos, revelaram uma prática criminosa feita por serviços de assistência técnica do Google em serviços rotineiros de troca e substituição de dispositivos Pixel da marca. Em um dos casos, um suposto funcionário retirou nudes do aparelho, postou na mídia social da cliente e até roubou uma quantia via PayPal.

A primeira denúncia foi apresentada de forma anônima ao serviço subreddit r/ legaladvice por um usuário cuja esposa danificou seu Pixel dentro do prazo de garantia e encaminhou o aparelho para troca. Como o dispositivo não ligava e uma senha de proteção de tela ou PIN não haviam sido definidos, não foi possível fazer um reset de fábrica.

De acordo com o relato, um mês após o envio do celular, as contas de mídia social da esposa do denunciante foram sequestradas e passaram a exibir nudes do casal. "Centenas de pessoas já viram meu pênis, incluindo os filhos de nossos amigos”, queixou-se o autor. Segundo o Android Police, que tentou entrevista-lo sem sucesso, a conta original, bem como todos os comentários, foram excluídos.

Gmail e Google Drive vasculhados na assistência Google

Fonte: Shutterstock/Reprodução.Fonte: Shutterstock/Reprodução.Fonte:  Shutterstock 

A designer e autora de livros sobre gamificação Jane McGonigal fez também a sua denúncia em um tweet postado no sábado (4). Ela também havia enviado seu Pixel para conserto na assistência técnica Google. Como no caso do usuário do Reddit, o celular não pôde ser redefinido previamente para sua configuração original e foi enviado para uma instalação no Texas, o que foi confirmado pela autora através do Find Your Phone.

O sequestrador tentou bloquear a cliente de sua própria conta do Google. Ao mesmo tempo, uma conta do PayPal foi acessada para um saque de US$ 5, provavelmente um teste para retiradas de maior valor posteriormente.  Conforme McGonigal, os invasores vasculharam seu Gmail, seu Google Drive e outros locais de backup de dados em busca de informações e fotos.

Até o momento, o Google não comentou oficialmente sobre as denúncias.