Anonymous declara guerra contra Bolsonaro e hackeia Fib Bank

1 min de leitura
Imagem de: Anonymous declara guerra contra Bolsonaro e hackeia Fib Bank
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

"A guerra está declarada, e faremos você pagar por seus crimes", diz uma célula do Anonymous em vídeo direcionado a Jair Bolsonaro. Recentemente, a divisão do grupo chamada EterSec declarou guerra contra o presidente do Brasil por causa dos descasos no gerenciamento da pandemia de covid-19 e de comentários considerados antidemocráticos.

"As pessoas que você está matando são as pessoas das quais você depende", diz o vídeo, que está rodando o Twitter e levou o Anonymous para os assuntos mais comentados na rede social. A produção foi publicada inicialmente no site do Fib Bank, que foi alterado pelo grupo durante o fim de semana com um deface.

Anonymous: Conheça mais sobre o grupo de hacktivistas

O deface basicamente é uma pichação: a aparência de um site é desfigurada com imagens, vídeos e textos em forma de hacktivismo.

A instituição em questão está sendo investigada na CPI da covid por causa de um contrato de R$ 80,7 milhões envolvendo o Ministério da Saúde e a Precisa Medicamentos na compra da vacina Covaxin. Devido às suspeitas de irregularidades na aquisição do imunizante, o contrato foi suspenso.

EterSecSite do Fib Bank foi hackeado.Fonte: Twitter/EterSec

O ataque ao site do Fib Bank ocorreu na noite de sexta-feira (03) e substituiu o site com o vídeo disponível acima e o discurso em texto, além de imagens de protestos com pessoas usando a icônica máscara de Guy Fawkes. Na publicação desta notícia, o portal da empresa seguia fora do ar, sem o deface ou qualquer conteúdo sendo apresentado.

"Prisão ou cova"

Durante o vídeo, os membros da célula do Anonymous também convocam a população para manifestações contra o presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira, no feriado de 7 de setembro, Dia da Independência do Brasil.

"Nós tomaremos as ruas para mostrar que o queremos fora do governo, derrotado", diz o vídeo do grupo. "Em suas próprias palavras, restarão apenas duas opções para ele: prisão ou cova.".