Boato de que WhatsApp será bloqueado em 7 de setembro é falso

1 min de leitura
Imagem de: Boato de que WhatsApp será bloqueado em 7 de setembro é falso
Imagem: Ink Drop/Shutterstock
Avatar do autor

Um rumor que tem circulado recentemente de que o WhatsApp será bloqueado em 7 de setembro é falso. O alerta, feito pelo site Boatos, indica que mensagens de texto, áudios e vídeos têm se espalhado com uma suposta determinação do Superior Tribunal Federal (STF). Além do mensageiro, redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter são citadas.

O vídeo em questão mostra um trecho do canal GloboNews, de 2015, retirado de contexto. Na notícia falsa, que tem ganhado expressividade neste fim de semana, é informado que a decisão do STF visa minar as manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na data.

GloboNewsTrecho da GloboNews, utilizado fora de contexto, informa o (falso) bloqueio do WhatsApp em 7 de setembro.

De fato, a justiça brasileira já determinou o bloqueio do aplicativo de mensagens no passado, fato que se repetiu em outras decisões. No vídeo, o apresentador Dony De Nuccio relata uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) em 2015. O jornalista, no entanto, não faz mais parte do quadro de funcionários da emissora.

Tome cuidado com informações falsas!

Na decisão original do TJ-SP foi determinado o bloqueio por 48 horas do aplicativo a partir de 0h de 17 de setembro de 2015. A medida cautelar foi tomada porque o WhatsApp não concordou em colaborar com investigações criminais, sob o argumento de manter a privacidade dos usuários.

A disseminação da informação falsa, publicada originalmente há 6 anos, portanto, não tem qualquer relação com as manifestações programadas para a próxima terça-feira (07). Foram utilizados o trecho do programa e de outras mídias, sem destacar a data original de publicação, para que mais pessoas passassem a acreditar no material.

O TecMundo entrou em contato com a assessoria de imprensa do WhatsApp e atualizará este texto assim que novas informações surgirem.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes