Confirmado: não foi ataque cibercriminoso - CNPq e Lattes fora do ar

1 min de leitura
Imagem de: Confirmado: não foi ataque cibercriminoso - CNPq e Lattes fora do ar
Avatar do autor

Um servidor utilizado para armazenar a plataforma Lattes pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) queimou durante a tarde de ontem (26). Desta maneira, o principal sistema de currículos virtual ficou inacessível.

Inicialmente, as redes sociais levantaram a possibilidade de o CNPq ter sido atingido por um ataque hacker. De maneira específica, um ransomware, um tipo de vírus que infecta sistemas e criptografa os arquivos exigindo uma quantia em dinheiro para liberação.

Caiu por terra essa ideia: um email do CNPq obtido pelo TecMundo comprova que o problema realmente está em um servidor que foi desconectado. Segundo o Conselho, anteriormente, o servidor estava queimado.

Na mensagem, um suposto funcionário do CNPq faz a seguinte solicitação: “Alguém teria um Storage EMC VNX 8000 que possa ser utilizado para nos ajudar a dar um apoio emergencial”.

CNPqCNPq

"Storage" é um equipamento onde se concentram dezenas, centenas ou até milhares de discos que armazenam informações. Esses discos são compartilhados com diversos servidores e o problema acontece quando um storage para de funcionar. Os servidores conectados não conseguem ter acesso aos dados

Isso significa que, provavelmente, todos os dados serão recuperados. Além disso, o CNPq afirmou em nota que existem backups apoiando o sistema.

“O CNPq informa que segue em esforço conjunto com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) para o restabelecimento dos sistemas após evento que causou a indisponibilidade das plataformas. A prioridade é restaurar o acesso aos currículos na Plataforma Lattes o mais rápido possível”.