Prometheus ataca Chilli Beans e sindicato brasileiro com ransomware

1 min de leitura
Imagem de: Prometheus ataca Chilli Beans e sindicato brasileiro com ransomware
Avatar do autor

Um ransomware do Prometheus supostamente invadiu a rede de dados da empresa brasileira de acessórios Chilli Beans na manhã desta terça-feira (15). Além da rede varejista, o SINCOR (Sindicato de Empresários e Profissionais Autônomos da Corretagem e da Distribuição de Seguros) também foi afetado pelo vírus.

De acordo com Germán Fernández, pesquisador de segurança chileno, os cibercriminosos do Prometheus já colocaram a venda dados das empresas referidas. Como prova, foram publicados supostos prints de tela dos dados internos da Chilli Beans e SINCOR.

O Prometheus é um grupo cibercriminoso, supostamente ligado ao famoso grupo REvil, que ataca empresas com ransomware desde fevereiro deste ano

Ainda não se sabe qual o valor exigido para o resgate dos arquivos. A equipe criminosa que implantou o ransomware, em comunicado, afirmou que espera contato das empresas envolvidas para o pagamento. Sobre o software malicioso, o Prometheus provavelmente utilizou o ransomware Thanos, afirma Germán, que tem uma cobrança padrão de US$ 20 mil.

  • O TecMundo entrou em contato com a Chilli Beans na tarde desta terça-feira (15) e espera resposta

Ransomware é um tipo de vírus que, quando entra em um computador ou rede, criptografa todos os arquivos presentes e exige uma quantia de pagamento para a liberação. É como um sequestro, porém digital. Normalmente, são exigidas quantias altas em criptomoedas.

Recentemente, uma das maiores frigoríficas do mundo, a JBS pagou cerca de US$ 11 milhões para reaver seus arquivos após um ataque de ransomware do REvil em seus sistemas.

(EM ATUALIZAÇÃO)...

chilliChilli Beans