Grindr é multado em R$ 63,8 milhões por revelar dados de usuários

1 min de leitura
Imagem de: Grindr é multado em R$ 63,8 milhões por revelar dados de usuários
Imagem: IG
Avatar do autor

O aplicativo de encontros Grindr recebeu uma multa equivalente a R$ 63,8 milhões na Noruega (100 milhões de coroas norueguesas) após compartilhar dados privados de usuários. A empresa foi condenada por liberar informações de usuários para empresas de anúncios.

O processo começou a rolar em janeiro do ano passado, quando o Grindr foi acusado de compartilhar dados como localização e o aparelho do usuário com anunciantes. A empresa foi condenada pelo Conselho do Consumidor da Noruega e tem até dia 15 de fevereiro para responder à ação legal.

Fonte:  The Verge 

Além de desrespeitar as leis de privacidade da Europa, o app é focado no público LBGTQ+ e as informações podiam ser utilizadas para indicar a orientação sexual do usuário sem consentimento. "Nossa conclusão preliminar é que o vazamento é muito severo", diz o órgão da Noruega responsável pelo processo.

Mais um caso

A multa de R$ 63,8 milhões é apenas mais um caso polêmico envolvendo o Grindr. A empresa já se envolveu em outras situações em que dados de usuários foram expostos ou utilizados de maneira indevida.

Em 2018, por exemplo, o aplicativo compartilhou o status de HIV dos usuários sem consentimento com outras empresas. O Grindr justificou a situação dizendo que a prática é um padrão da indústria, mas parou de fazer isso após receber críticas.

Em outubro do ano passado, uma falha de segurança grave também foi descoberta no aplicativo. A vulnerabilidade permitia acessar perfis do Grindr facilmente por meio do navegador.