Amazon põe fim à fraude dos celulares pendurados em árvores

1 min de leitura
Imagem de: Amazon põe fim à fraude dos celulares pendurados em árvores
Imagem: Kyle Johnson via The New York Times/Reprodução
Avatar do autor

A Amazon recentemente descobriu um sistema de fraudes desenvolvido por entregadores do Amazon Flex, seu serviço de entregas. A estratégia, adotada em Chicago (EUA), consistia em pendurar celulares em árvores para burlar o aplicativo e conseguir corridas antes de outros entregadores. Segundo o site Bloomberg, a empresa criou uma espécie de zona morta para evitar novas tentativas de fraude.

Antes desta mudança, o aplicativo priorizava a velocidade da entrega, facilitando a escolha de motoristas em lugares estratégicos, como estacionamentos de supermercados e pontos de distribuição de encomendas. Para solucionar o problema, a a empresa provavelmente alterou as linhas de código do app, favorecendo colaboradores nas localidades mais próximas. 

a  Bloomberg/Reprodução 

Mais concorrência na pandemia

O Amazon Flex é um serviço semelhante ao 99Entrega, através do qual autônomos podem usar seu próprio carro para levar encomendas aos clientes. Com os desempregos gerados pela pandemia, o serviço recebeu novos entregadores que elevaram a competição no aplicativo. Diante disso, alguns colaboradores viram na brecha uma forma de se beneficiarem.

Ao ser questionada pela Bloomberg, a Amazon apenas comentou que "esperar no estacionamento e usar o Wi-Fi da loja não é uma forma eficaz de aumentar as chances de conseguir entregas". Trabalhadores contatados pelo veículo após a atualização já estão notando resultados positivos.

Amazon põe fim à fraude dos celulares pendurados em árvores