Celulares Android podem estar escondendo malwares indetectáveis

1 min de leitura
Imagem de: Celulares Android podem estar escondendo malwares indetectáveis
Imagem: https://livecoins.com.br/novo-virus-para-android-ameaca-carteira-de-bitcoin/
Avatar do autor

De acordo com uma pesquisa da Kaspersky, há um grande número de dispositivos Android que foram infectados por malwares e continuam mantendo "as pragas a salvo” de aplicativos antivírus, uma vez que elas conseguiram se instalar em pastas do sistema.

Os especialistas da empresa russa explicaram que, no modelo de segurança adotado pelo Android, os antivírus são tratados com permissões de aplicativos simples. Isso significa que, se um malware tiver sido modificado para driblar as barreiras de segurança do Android e conseguir se instalar em pastas do sistema, eles podem permanecer lá sem ser incomodados pelos antivírus.

Aproximadamente, 14,8% de todos aparelhos Android que foram infectados por malwares ou adwares em 2019 tiveram alguma pasta do sistema comprometida. É possível que a maioria desses dispositivos esteja disseminando pragas virtuais até hoje, sem que os usuários tenham conhecimento.

Fonte: Pixabay/ReproduçãoFonte: Pixabay/ReproduçãoFonte:  Pixabay 

Alguns Androids já saem de fábrica com adwares

A Kaspersky lembrou de um malware que ficou famoso em março: o CookieStealer. Ele forçava a instalação de aplicativos que geravam receita a partir de anúncios exibidos nos celulares e pode ter infectado mais de 25% de todos os smartphones de baixo custo que foram comercializados.

Com comportamento semelhante, incorporando seu código a bibliotecas utilizadas por quase todo app instalado no Android, ainda podemos citar os trojans Lezok e Triada.

Como se não bastassem as ameaças virtuais, a Kaspersky salientou que várias fabricantes de smartphones de baixo custo só conseguem chegar a preços mais baixos que a média por pré-instalar módulos de adwares “ocultos”, que geram receita a partir de anúncios exibidos em seus aparelhos “baratinhos”. A chinesa Meizu é um exemplo de fabricante que adota essa estratégia.

Em alguns casos, esses adwares vêm desabilitados, mas, em outros, eles vêm ativados por padrão, causando lentidão e consumo excessivo de bateria. O pior de tudo é que é praticamente impossível removê-los.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Celulares Android podem estar escondendo malwares indetectáveis