Brecha teria exposto dados de 153 mil clientes do Banco do Brasil

3 min de leitura
Imagem de: Brecha teria exposto dados de 153 mil clientes do Banco do Brasil
Imagem: SUNO
Avatar do autor

Uma falha de segurança no sistema da previdência privada do Banco do Brasil teria sido responsável pela exposição de dados de cerca de 153 mil clientes da instituição. Isso é o que afirma uma denúncia anônima enviada ao Olhar Digital na última quarta-feira (06). Segundo o site, a fonte declarou ser possível acessar e editar informações pessoais, além de cadastrar beneficiários sem intervenção do banco.

De acordo com o denunciante, para realizar o processo seria necessário somente inserir o link padrão de qualquer conta da BB Previdência e substituir o "número sequencial do participante" no fim da URL por outro qualquer. Então, nome e endereço completos, CPF, data de nascimento, email, telefone, nome de entidade para portabilidade, tipo de plano e CNPJ de empresa ficariam totalmente expostos ao invasor.

Dados poderiam ser todos editados, de acordo com denúncia.Dados poderiam ser editados, de acordo com denúncia.Fonte:  Olhar Digital 

Para piorar a situação, o valor bruto na conta também teria sido exibido, inclisive com a possibilidade de editar informações de possíveis herdeiros para transferência de fundos em caso de morte do titular.

Posicionamento do Banco do Brasil

ATULIZAÇÃO - 14H47 DE 07/05/20 - O Banco do Brasil se pronunciou ao TecMundo em nome da BB Previdência reconhecendo a vulnerabilidade. Entretanto, a instituição nega que era possível transferir fundos livremente a partir das contas que tiveram dados expostos. O banco afirma que um cadastro de informações para herdeiros dos titulares foi confundido pelo Olhar Digital como um recurso similar a uma TED ou DOC. Entretanto, as pessoas cadastradas ali só receberiam dinheiro das contas da BB Previdência em caso de morte dos titulares e apresentação de documentos físicos.

O Banco do Brasil também afirma que, em vez de 153 mil pessoas (o total de clientes da BB Previdência), a brecha de segurança expôs, na verdade, somente 106 pessoas, todas ex-funcionárias de uma empresa que fechou durante a pandemia da covid-19. Para evitar que esses clientes se dirigissem a agências, a página com a brecha de segurança teria sido criada para facilitar o processo de consulta de recursos depositados durante o contrato com a antiga empregadora desses indivíduos.

Ainda aguardamos a contabilização final por parte da BB Previdência para saber o número real de pessoas que de fato tiveram seus dados acessados por alguém que não elas mesmas enquanto a brecha ainda estava no ar.

Veja a nota oficial na íntegra:

A BB Previdência informa que suspendeu ontem, 6/05, a opção "Retirada de Patrocínio" tão logo teve conhecimento de falha na funcionalidade e que irá adotar medidas tempestivas para corrigir os problemas identificados e garantir o perfeito sigilo dos dados de seus clientes.

A página foi criada no último dia 20/4, como parte do esforço para evitar que 220 ex-funcionários de uma empresa que teve suas atividades recentemente encerradas precisassem se deslocar pessoalmente a uma agência para definir pela melhor maneira de utilizar o saldo acumulado em seus planos de previdência e entregar os documentos requeridos.

Desde o lançamento, a transação exibiu dados de 106 clientes, incluídos nesse total os clientes que acessaram seus próprios dados, o que acreditamos ser a grande maioria. A BB Previdência acrescenta que em nenhum momento foi possível realizar transferência de recursos para contas com CPF diferente do titular do plano de previdência.

A página não realiza nenhum tipo de processamento online. Os dados e documentos recebidos são posteriormente analisados por equipe de back office.

A BB Previdência é uma subsidiária do Banco do Brasil que possui independência administrativa e mantém site, sistemas e equipes de tecnologias próprios e independentes do Banco do Brasil. A BB Previdência não tem nenhuma relação com outra empresa do Conglomerado Banco do Brasil, a Brasilprev.

Valor bruto e outras informações também ficariam visíveis ao invasor.Valor bruto e outras informações também ficariam visíveis ao invasor.Fonte:  Olhar Digital 

Este texto foi atualizado às 14h47 de 07/05/20 para incluir um novo posicionamento do Banco do Brasil e BB Previdência atualizando números e questionando  possibilidades levantadas pelo Olhar Digital.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Brecha teria exposto dados de 153 mil clientes do Banco do Brasil