Partido político já tentou contratar Sartori para deepfakes

1 min de leitura
Imagem de: Partido político já tentou contratar Sartori para deepfakes
Avatar do autor

Em entrevista exclusiva ao TecMundo, o jornalista e video maker Bruno Sartori revelou que um partido político brasileiro já fez uma proposta para o desenvolvimento de vídeos falsos. Apesar de não revelar com detalhes qual partido fez a proposta, Sartori deixou claro durante a entrevista como a abordagem revela um pouco dos bastidores da política no Brasil.

“A coisa foi tão descarada, o convite foi tão descarado, para produzir conteúdo falso... Foi dito nitidamente. Ficou tão na cara que era alguém tentando sacanear”, afirmou o video maker. “Eu não consegui acreditar naquela falta de senso de fazer um convite desses e acharem que se aceita algo assim”.

Vídeos deepfake costumam ser desenvolvidos via técnicas de inteligência artificial

Bruno Sartori ficou conhecido na internet por desenvolver vídeos deepfake com o rosto de políticos, como o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, em situações humoradas.

Vídeos deepfake costumam ser desenvolvidos via técnicas de inteligência artificial, além de códigos abertos de machine learning em Python, por exemplo, para analisar milhares de imagens e codificá-las em um arquivo. Após as decodificações, acontece a junção dessas imagens em um vídeo.

Toda quarta-feira, a partir de hoje (05), o TecMundo Entrevista vai trazer um assunto novo ou polêmico para você ficar bem informado e somar conhecimento. Você poderá conferir clicando aqui.

Abaixo, assista a entrevista completa com Bruno Sartori.

Partido político já tentou contratar Sartori para deepfakes