Novo recurso de privacidade do Facebook não é exatamente o que parece

1 min de leitura
Imagem de: Novo recurso de privacidade do Facebook não é exatamente o que parece
Avatar do autor

Nesta segunda-feira (28), Mark Zuckerberg anunciou que o Facebook dará mais controle de privacidade aos usuários que podem, a partir de agora, evitar anúncios personalizados.

O recurso “Apagar histórico” foi anunciado pela primeira vez em 2018, e em agosto de 2019 já estava disponível para alguns países. A partir de agora, qualquer usuário pode ter acesso a essa ferramenta.

Mas como essas propagandas são produzidas? Grande parte da sua atividade online, como entrar em sites ou conectar apps através da sua conta, gera dados que podem ser utilizados pelo o Facebook. Dados que, aliás, podem também ser enviados para outras empresas.

Essa gama de informações pode ajudar sites comerciais a encontrarem o público certo para seus produtos. Através de um algoritmo, o Facebook consegue mapear usuários compatíveis. E, pronto, uma propaganda super personalizada aparecerá na sua tela!

Passo a passo para desativar seu histórico de atividade (Fonte: Kris Gaiato/Reprodução)

Com a nova ferramenta “Off-Facebook Activity” (ou “Atividade fora do Facebook”), os usuários poderão impedir que isso aconteça. Além de permitir que você tenha acesso a um resumo das informações que a rede social recebe sobre sua atividade em outros aplicativos e sites.

Na prática, caso você desconecte seu histórico de atividades, anúncios ainda irão aparecer enquanto você rola o feed. Contudo, eles serão menos precisos e personalizados.

Passo a passo para desativar seu histórico de atividade (Fonte: Kris Gaiato/Reprodução)

“Off-Facebook Activity marca um novo nível de transparência e controle”, afirmou Mark Zuckerberg em sua postagem. A forma como ele escreveu pode levar os usuários a pensarem que eles terão total controle sobre sua privacidade.

No entanto, essa interpretação é um tanto quanto precipitada, uma vez que o próprio Facebook já declarou que essas informações ainda poderão ser utilizadas para monitorar o desempenho de sites, aplicativos e propagandas.

Ou seja, você pode desconectar seu histórico e não ser mais incomodados com anúncios super personalizados, mas a rede social continuará coletando dados pessoais — e não precisa sequer ser um usuário para isso.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Novo recurso de privacidade do Facebook não é exatamente o que parece