Estado nos EUA declara emergência após ter redes infectadas por ransomware

1 min de leitura
Imagem de: Estado nos EUA declara emergência após ter redes infectadas por ransomware
Avatar do autor

Ataques do tipo ransomware, que bloquearam os telefones e o acesso a arquivos de escolas em três regiões metropolitanas (Sabine, Morehouse e Ouachita) do estado da Louisiana, nos EUA, fizeram com o governador Jon Bel Edwards declarasse estado de emergência. O ato possibilita ao governo acionar a Guarda Nacional, a polícia estadual, o FBI e outras organizações, além de acessar recursos sem burocracia.

Cada vez mais, governos estaduais e municipais têm sido alvos desse tipo de ataque nos EUA, no qual redes de computadores são infectadas e sofrem o risco de perder toda a informação armazenada, a menos que um resgate seja pago. Ao contrário de empresas privadas atacadas por ransomware, estados e municípios têm que tornar os ataques públicos – o que obriga os governos a pagar os “resgates” rapidamente, a fim de restaurar suas redes e não ver paralisados serviços essenciais, como hospitais e escolas.

O ciclo de ataques parece que não vai terminar tão cedo. O problema se arrasta desde o ano passado, com ataques a Atlanta, Baltimore e diversas cidades na Flórida, entre outras. Em apenas uma ocasião o estado de emergência foi declarado por conta de um ataque de ransomware: em 2018, pelo Departamento de Transportes do Colorado.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Estado nos EUA declara emergência após ter redes infectadas por ransomware