A empresa de cibersegurança Kaspersky Lab identificou um golpe no WhatsApp que utiliza a Copa América 2019 como pano de fundo. Criminosos estão espalhando links que prometem camisas oficiais da seleção brasileira, produzidas pela Nike, que poderiam ser ganhas ao responder uma pesquisa. Tudo não passa de um golpe de phishing para fisgar alvos desatentos.

Como sempre, cibercriminosos estão utilizando um evento de larga escala e se aproveitando do momento para roubar dados pessoais ou gerar renda extra. A Copa América tem início no dia 14 de junho, ou seja, estamos na época perfeita.

A mensagem diz que, para comemorar os 22 anos da patrocinadora da Seleção Brasileira, a empresa está dando camisetas oficiais da Copa América por tempo limitado

Este tipo de golpe é caracterizado como phishing, modalidade que tem o Brasil como maior alvo do mundo. Caso você não saiba, phishing é um dos métodos de ataque mais antigos, já que "metade do trabalho" é enganar o usuário de computador ou smartphone. Como uma "pescaria", o cibercriminoso envia um texto indicando que você ganhou algum prêmio ou dinheiro (ou está devendo algum valor) e, normalmente, um link acompanhante para você resolver a situação. O phishing também pode ser caracterizado como sites falsos que pedem dados de visitantes. A armadilha acontece quando você entra nesse link e insere os seus dados sensíveis — normalmente, há um site falso do banco/ecommerce para ludibriar a vítima —, como nome completo, telefone, CPF e números de contas bancárias.

Segundo a Kaspersky, dessa vez, usuários do WhatsApp recebem uma mensagem dizendo que, para comemorar os 22 anos da patrocinadora da Seleção Brasileira, a empresa está dando camisetas oficiais da Copa América por tempo limitado. Ao clicar, os usuários são direcionados para uma página fraudulenta com uma pesquisa que precisa ser respondida para poder ganhar a camiseta. Após isso, aparece uma segunda página pedindo que ligue para um número supostamente gratuito e solicite o prêmio — de acordo com a operadora de telefone.

“Trata-se da primeira campanha falsa disseminada via WhatsApp que se vale de números premium internacionais para monetizar o golpe. Se escolher Claro e Tim, a ligação será para o Malawi, Vivo para a China, Oi para o Burundi”, afirma Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky Lab.

golpeGolpe

Não vire uma vítima de phishing. Saiba como se proteger:

  • Suspeite sempre de links recebidos por e-mails, SMSs, mensagens instantâneas ou postagens em mídias sociais, principalmente quando o endereço parece suspeito ou estranho
  • Sempre verifique o endereço do site para onde foi redirecionado, endereço do link e o e-mail do remetente para garantir que são genuínos antes de clicar neles, além de verificar se o nome do link na mensagem não aponta para outro hyperlink
  • Verifique se a promoção é verdadeira acessando o site oficial da empresa ou suas redes sociais
  • Se não tiver certeza de que o site da empresa é real e seguro, não insira informações pessoais

Cupons de desconto TecMundo: