Um casal brasileiro suspeito de abusar de crianças e aparecer em vídeos na Dark Web, camada mais profunda da internet, foi preso hoje (20) pela Polícia Federal (PF) no estado de São Paulo — a operação foi deflagrada pela PF na manhã de hoje tanto na capital quanto no interior.

A Dark Web, uma das camadas da deep web, é acessível por meio de ferramentas e navegadores não convencionais

De acordo com a Polícia Federal, a investigação teve início em março deste ano após a prisão de um casal suspeito de produzir e de distribuir na internet grande quantidade de arquivos contendo abuso sexual de crianças e adolescentes. A prisão foi feita no leste da Europa e, com informações e ajuda da Interpol — além de autoridades da Austrália e França —, foi possível rastrear um casal brasileiro que aparecia em vídeo abusando sexualmente de um bebê.

“Foram identificados dois locais onde possivelmente um dos vídeos foi produzido e enviado ao exterior pela internet. Também foram obtidos fortes indícios da identidade do suspeito estuprador da bebê. A pedido da PF, a Justiça Federal autorizou a realização de buscas domiciliares, bem como decretou a prisão preventiva do principal suspeito, um frentista de 33 anos”, disse a PF.

hdHDs

O casal vai responder pelos seguintes crimes:

  • art. 217-A do Código Penal (pena de reclusão de 8 a 15 anos)
  • art. 240 (pena de reclusão de 4 a 8 anos e multa)
  • art. 241-A (pena de reclusão de 3 a 6 anos e multa)
  • art. 241-B (pena de reclusão de 1 a 4 anos e multa) do Estatuto da Criança e do Adolescente

Cupons de desconto TecMundo: