Cambridge Analytica: parece que o Facebook sabia de tudo antes da exposição

1 min de leitura
Imagem de: Cambridge Analytica: parece que o Facebook sabia de tudo antes da exposição
Avatar do autor

O Facebook sabia que a Cambridge Analytica (CA) estava roubando dados de usuários da rede social há um bom tempo, mesmo antes da exposição do caso, afirma o The Guardian. Segundo o veículo, uma troca de emails entre gerentes da empresa revela indicações de que eles sabiam sobre uma “prática imprópria de coleta de dados” feita pela Cambridge Analytica. Os emails têm data de setembro de 2015 — as primeiras reportagens sobre o caso saíram em dezembro de 2015 e o escândalo nasceu apenas em 2018.

O Facebook já sabia que a Cambridge Analytica não tinha práticas tão legais quanto aos dados de usuários

Todos os emails obtidos pelo The Guardian estavam presentes em um pedido processual no escritório do procurador geral de Washington, nos EUA. O processo toca exatamente no caso da CA.

De acordo com o The Guardian, o Facebook chegou a admitir que tinha “preocupações” sobre as práticas da Analytica, mas insistiu que “não enganou ninguém”. Um porta-voz da rede social declarou que os gerentes, na troca de emails, falavam sobre outro problema identificado na CA, sobre compra dados.

“Em setembro de 2015, os funcionários ouviram especulações de que a Cambridge Analytica estava pegando dados, algo que infelizmente é comum em qualquer serviço da internet. Em dezembro de 2015, vimos pela primeira vez com a mídia que Kogan vendia dados para a Cambridge Analytica. São coisas diferentes”, disse o porta-voz. Por Kogan, ele cita o professor Aleksandr Kogan, da Universidade de Cambridge, que vendeu para a CA até 87 milhões de dados de usuários pegos por meio de aplicativos de quiz — sim, esses apps virais da rede social.

Cupons de desconto TecMundo:

Categorias

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Cambridge Analytica: parece que o Facebook sabia de tudo antes da exposição