Imagem de: Golpe no Mercado Livre usa até Uber para roubar mercadoria

Golpe no Mercado Livre usa até Uber para roubar mercadoria

4 min de leitura
Avatar do autor

Um novo golpe que utiliza as plataformas Mercado Livre e Uber fisga vítimas por um método de phishing e vem gerando dor de cabeça para diversos vendedores. Em denúncia recebida pelo TecMundo, criminosos escolhem um alvo de acordo com o produto ofertado e, então, fecham o negócio por meio de emails falsos. O produto, que deveria ser enviado via Correios pela vítima, ainda é buscado por meio de um motorista Uber.

O TecMundo recebeu o contato de uma vítima afirmando que o golpe teve início na OLX. “Eles pedem para fazer o anúncio no Mercado Livre por ‘questão de segurança’ e pedem para pagar pelo mercado pago”, afirmou uma vítima que prefere não revelar o nome. "Logo quando você faz o anúncio no ML, em seguida recebe um email dizendo que a compra foi feita e que pode o aparelho pode ser entregue. A partir daí eles inventam alguma desculpa, falta de tempo por exemplo, e falam que vão enviar um carro da Uber para retirar”.

Sempre confirme suas vendas feitas pelo Mercado Livre dentro do próprio site

A vítima deste caso teve um PlayStation 4, no valor de R$ 1.450, levado. Segundo relato — e você poderá conferir nas imagens abaixo — os emails falsos foram muito bem desenvolvidos e enviados no momento certo para enganar o destinatário. Após perder um videogame no caso, a fonte ainda alertou outros usuários da plataforma de vendas OLX sobre o golpe: “Para a minha surpresa, várias pessoas vieram agradecer que eu tinha ajudado a evitar que caíssem nesse golpe. Pelo que entendi, é uma quadrilha, já que as fotos do Whatsapp e os números são diferentes, mas a conversa é a mesma... Com a orientação de anunciar no Mercado Livre”.

Email falsoEmail phishing

É importante notar que, neste caso, nenhuma das três empresas envolvidas no golpe possuem alguma parcela de culpa. O Brasil é um dos países mais atacados por phishing no mundo, segundo dados da Kasperksy.

Se pudermos entregar uma definição geral, phishing é um dos métodos de ataque mais antigos, já que "metade do trabalho" é enganar o usuário de computador ou smartphone. Como uma "pescaria", o cibercriminoso envia um texto indicando que você ganhou algum prêmio ou dinheiro (ou está devendo algum valor) e, normalmente, um link acompanhante para você resolver a situação. O phishing também pode ser caracterizado como sites falsos que pedem dados de visitantes. A armadilha acontece quando você entra nesse link e insere os seus dados sensíveis — normalmente, há um site falso do banco/ecommerce para ludibriar a vítima —, como nome completo, telefone, CPF e números de contas bancárias.

emailEmail phishing

  • O Mercado Livre enviou uma nota sobre o caso ao TecMundo para alertar seus usuários sobre novos golpes que venham a ocorrer:

"Para garantir uma negociação segura, o Mercado Livre orienta seus clientes a verificarem o status de suas vendas e/ou compras na área "Minha conta", disponível ao usuário logado no site. O cliente não deve considerar nenhuma mensagem nem enviar o produto antes de checar as informações de sua conta e a existência de crédito. Cabe ainda ao usuário vendedor checar a veracidade do e-mail recebido, para verificar se realmente tem como remetente o Mercado Livre ou o Mercado Pago, conforme indicado no site: https://www.mercadolivre.com.br/ajuda/Acho-que-recebi-um-e-mail-falso_1362.

A empresa também reforça que, precisamente para garantir a segurança dos usuários, dados de contato como endereço de e-mail e número de celular não devem ser informados a outros usuários diretamente.

Todas essas recomendações estão disponíveis nos Termos & Condições de Uso do site. O usuário também pode denunciar um e-mail falso em https://www.mercadolivre.com.br/ajuda/hub?content_id=1362. Após avaliação da equipe do Mercado Livre, se comprovado que se trata de comprador ou vendedor que utilizou o nome do Mercado Livre indevidamente, ele terá sua conta inabilitada na plataforma".

  • Atualização com posicionamento da OLX: 

"Em resposta à matéria publicada pelo TecMundo, a OLX esclarece que a atividade da empresa consiste na disponibilização de espaço para que usuários possam anunciar e encontrar produtos e serviços de forma rápida e simples. Diariamente, cerca de 500 mil novos anúncios são inseridos na plataforma. Toda negociação é realizada fora do ambiente do site, portanto, a empresa não faz a intermediação ou participa de qualquer forma das transações, que são feitas diretamente entre os usuários.

A empresa reforça que a ferramenta foi criada para auxiliar no desenvolvimento social e econômico do país e que possui uma equipe especializada em prevenção, que é um dos focos da OLX. Neste sentido, investe e desenvolve diversos produtos para coibir o uso indevido da plataforma por terceiros. A empresa recomenda aos usuários que centralizarem seus contatos via chat, evitando migrar para outras plataformas.

O objetivo da OLX é que os usuários tenham a melhor experiência possível, por isso sugere algumas dicas para o momento da negociação, disponíveis em seu site por meio deste link: http://go.olxbr.com/dicas-vender-olx.

A empresa reforça que as equipes responsáveis estão investigando a prática descrita na matéria".

vitimaVítima alertando outras vítimas em potencial

Como fazer denúncias ao TecMundo

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Golpe no Mercado Livre usa até Uber para roubar mercadoria