A Força de Defesa de Israel (IDF) acusa hackers palestinos de infectar smartphones de soldados israelenses por meio de aplicativos. O IDF afirma que, por meio do Hamas, os palestinos buscam espionar as atividades de cerca de 100 soldados.

Para infectar os aparelhos, o Hamas supostamente escondeu um spyware em um aplicativo da Copa do Mundo e em dois aplicativos de namoro. Dessa maneira, os soldados eram enganados a realizar o download das aplicações.

Três aplicativos maliciosos passaram pelas defesas da Google e estavam disponíveis na Play Store

As autoridades de Israel também comentam que os soldados são contatados diretamente por perfis falsos — normalmente de mulheres — nas redes sociais. A ideia final, diz o IDF, é infectar dispositivos eletrônicos. Sobre os aplicativos falsos, eles se chamam Golden Cup, Winkchat e Glancelove.

Israel também adiciona que os aplicativos, quando instalados, permitem que os hackers saibam a localização dos soldados em tempo real.

  • Os três aplicativos passaram pelas defesas da Google e estavam disponíveis na Play Store. Agora, já foram tirados do ar.

Cupons de desconto TecMundo: