O Pornhub é um dos maiores sites de entretenimento adulto do mundo, com 28,5 bilhões de visitas anuais e cerca de 90 milhões de usuários diários. Em 2017, transferiu nada menos do que 3.732 petabytes de dados. Com todo esse fluxo, a companhia decidiu criar sua própria rede privada, ou VPN, que conta com plano grátis e outros pagos — e isso pode render bastante para a companhia.

Planos pagos da VPNhub custam R$ 179,90 por ano ou R$ 45,90 mensais

A VPNhub, assim como outras opções do mercado, oferece navegação anônima e criptografada, o que protege as informações trocadas por ali de serem espionadas pela operadora ou terceiros. A versão “gratuita e ilimitada” para tablets e smartphones registra uma certa queda de velocidade e vem com a veiculação de anúncios.

A empresa afirma que a estrutura conta com mil servidores em mais de 15 países e que não vai “armazenar, coletar, vender ou transmitir as informações para terceiros”. Ela promete guardar apenas a identificação do anunciante de cada dispositivo e aplicar softwares como o Analytics e o Firebase para analisar o comportamento interno do app.

pornhub

O problema é que a Mindgeek, que comanda o Pornhub, não tem assim uma imagem muito boa quando se fala em segurança. Como bem lembra o Engadget, em 2012, algumas de suas subsidiárias, a exemplo do YouPorn e do Digital Playground, vazaram detalhes de 1,1 milhão de usuários. Em 2016, o fórum do Brazzers teve informações de 800 mil membros hackeados. Em 2017, o Pornhub descobriu que vinha hospedando sem saber anúncios maliciosos por mais de um ano.

A VPNhub Premium é uma versão sem anúncios — o que pode diminuir os riscos de vulnerabilidades — e tem maior velocidade de navegação, com disponibilidade de escolha de qualquer um dos mil servidores nos 15 países onde eles estão, a R$ 179,90 por ano ou R$ 45,90 mensais. Você pode baixá-la para Mac, Windows, Android e iOS.

Cupons de desconto TecMundo: