Milhares de documentos internos e confidenciais da HBO foram roubados e estão sendo vazados na web pelo hacker responsável por atacar a criadora de Game of Thrones no início desta semana. As informações foram obtivas pela Variety a partir de um pedido formal enviado à Google para que a empresa tirasse dos seus resultados de busca links com material publicado ilegalmente.

Mas quem fez esse pedido não foi a própria HBO, e sim a IP Echelon, que tem sido a responsável por proteger a propriedade digital da marca na internet por meio de pesquisa de pirataria e informações vazadas em buscadores.

O teor dos documentos não foi revelado, mas é possível que muitos deles ainda estejam na internet. Na segunda-feira (31) de manhã, o hacker responsável pela invasão enviou um email para vários repórteres que cobrem o segmento de televisão nos EUA com links para todo o conteúdo publicado nessa primeira leva.

Nenhuma informação comprometedora foi divulgada na imprensa a respeito da HBO

Até agora, entretanto, nenhuma informação comprometedora foi divulgada na imprensa a respeito da HBO. O contrário aconteceu com a Sony Pictures, que, em 2014, teve seus “podres” destrinchados por uma série de veículos que tiveram acesso aos vazamentos. 

No caso da HBO, entretanto, apenas alguns episódios de séries menos famosas foram publicadas, bem como capítulos de uma comédia que ainda não estreou. Um roteiro de Game of Thrones fez parte desse vazamento, mas os hackers avisaram que só liberariam os episódios propriamente ditos em uma segunda leva de publicação. Diferente da Sony, o sistema de emails da HBO não foi comprometido.

Cupons de desconto TecMundo: