Um hacker bahamense de 23 anos identificado como Alonzo Knowles foi preso ontem (22) pelo Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos, acusado de roubar roteiros de produções cinematográficas ainda em andamento e dados pessoais de celebridades norte-americanas. O anúncio foi feito no site das próprias autoridades estadunidenses.

Knowles estava tentando comercializar o material na internet, mas acabou chamando atenção da polícia e foi abordado por um investigador disfarçado como um cliente em potencial. Através de um chat online, o meliante ofereceu um total de 15 roteiros, sendo seis deles episódios de um seriado em pleno estágio de filmagem.

Por US$ 80 mil, o hacker ofertava ainda o social security number (ou SSN, o “CPF” dos Estados Unidos) de três personalidades famosas, sendo dois atletas e uma atriz. Knowles enviou também um vídeo contendo imagens de sexo explícito de uma celebridade não identificada e avisou o investigador que aquilo era “apenas uma amostra do que ele poderia conseguir”.

Técnicas simples e efetivas

O bahamense admitiu que era um pouco trabalhoso hackear alguns alvos. De acordo com o próprio criminoso, ao se deparar com uma vítima muito problemática, ele reparava em suas fotos nas redes sociais e então hackeava as contas de seus amigos mais próximos nas redes sociais. Knowles também conseguiu alguns materiais enviando falsas mensagens para o email das celebridades (phishing) e até mesmo infectou alguns PCs com vírus.

Usando tais técnicas simples, o réu conseguiu acessar 130 contas de email, através das quais ele conseguiu o material citado anteriormente e mais alguns que foram engavetados para outro momento – como o próximo álbum de um grupo musical famoso (também não identificado). Acusado de violação de direitos autorais e roubo de identidade, Alonzo poderá pegar até cinco anos de prisão.

Você tem medo de ser hackeado? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: