A DARPA, agência do governo americano que financia projetos voltados para a defesa dos Estados Unidos, anunciou que pretende lançar um novo programa para impedir e responder a ataques virtuais. O foco da iniciativa, batizada de “Detecção Rápida, Isolamento e Caracterização de Ataques” (RADICS, na sigla em inglês), será proteger infraestruturas críticas do país de ameaças à sua segurança, especialmente aquelas relacionadas ao Departamento de Defesa.

Dessa forma, o governo poderá rapidamente detectar e contra-atacar qualquer tipo de invasão feita por hackers aos sistemas de transporte ou à rede elétrica da nação, por exemplo. No dia 14 de dezembro de 2015, a agência organizará um evento em que diversas companhias que trabalham com cyber segurança poderão apresentar propostas com potencial de integrar o projeto.

A página do programa RADICS na internet explica que a DARPA está interessada especificamente em alertas precoces de ataques iminentes, percepção da situação, isolamento da rede e caracterização da ameaça em resposta a um ciberataque. Tecnologias potencialmente relevantes incluem detecção de anomalias, planejamento e raciocínio automatizado, mapeamento de sistemas de controle de redes convencionais e industriais e formação de redes ad hoc.

Outros temas considerados são os que trabalham com análise de sistemas de controle de protocolos industriais e com a rápida caracterização forense de ameaças cibernéticas a sistemas de controle industrial. Em setembro, o Pentágono anunciou que está trabalhando em uma tecnologia de detecção precoce para proteger dados de empregados federais e impedir ataques aos sistemas de armas dos EUA. Resta saber se os dois projetos são um só ou se as iniciativas estão isoladas uma da outra.

Você acredita que hackers seriam capazes de invadir e controlar os sistemas de transporte ou a rede elétrica de um país inteiro? Por quê? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: