AmpliarMapa das infecções. Clique na lupa para ampliar. (Fonte da imagem: Reprodução/NRC)

Edward Snowden, mais uma vez, revelou detalhes sobre operações secretas realizadas pela Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês). De acordo com o site de notícias NRC, dos Países Baixos, o órgão infectou mais de 50 mil redes de computadores em todoo mundo com um malware capaz de coletar informações sigilosas – inclusive no Brasil.

O número é baseado em documentos vazados por Snowden. Segundo as informações, o malware está sendo enviado por um grupo especial chamado Tailored Access Operations group (TAO) desde 2008, contando com uma equipe de 600 hackers dedicados à operação.

Sul e Sudeste de fora

E mais: o malware funciona como uma “célula digital adormecida” que pode ser remotamente ligada e desligada com um simples comando da NSA. Segundo a publicação, o número de redes infectadas chegou a 20 mil em 2008 e o objetivo da agência é atingir 85 mil até o final deste ano.

No Brasil, é possível perceber que as operações se concentram apenas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, deixando livres as regiões Sul e Sudeste, sendo que o maior foco está, aparentemente, em Brasília.

Apenas trechos selecionados

A infecção de redes faz parte do programa GENIE, um esquema de vigilância da NSA que implanta um arquivo malicioso em computadores no exterior, incluindo embaixadas estrangeiras.

Ainda não está claro o que exatamente esse malware é capaz de fazer, mas, segundo as informações, a NSA está desenvolvendo uma nova versão que poderá identificar comandos de voz e coletar apenas trechos de informações desejados.

Cupons de desconto TecMundo: