Uma nova versão de um problema antigo voltou para assombrar os usuários de Windows 7 e 8.1: um bug permite a sites maliciosos explorar variações de um arquivo com nome “$MFT”, utilizado pelo sistema NTFS (New Technology File System, ou “Nova Tecnologia de Sistema de Arquivos”) para lidar com metadata específica. Isso causa lentidão e pode até mesmo trazer a famosa “Tela Azul da Morte” . A brecha não afeta o Windows 10.

Nos anos 90, uma falha permitia que usuários mal-intencionados pudessem derrubar o Windows 95 e 98 facilmente. Era só gerar um documento com denominação igual ao de outro essencial para causar problemas no funcionamento. 

O que acontece atualmente é algo semelhante. Algumas aplicações pré-Windows 10 são batizadas de forma especial porque elas se relacionam com hardware, e não software. Ao visitar uma página que carrega uma referência ao “$MFT” em forma de diretório, o driver NFTS — que normalmente fica escondido e não pode ser manuseado — reage impedindo o acesso ao conjunto de dados, o que inicialmente já deixa tudo mais lerdo. Depois de certo tempo, a única solução é, então, reiniciar tudo.

Alguns navegadores bloqueiam a ameaça, porém o Internet Explorer mostrou-se vulnerável a esse tipo de ataque. A Microsoft foi contatada e ainda não lançou uma atualização para resolver isso. Enquanto isso, a dica é se manter distante de páginas e conteúdo duvidosos e manter seu Windows sempre em dia.

Cupons de desconto TecMundo: