Um conjunto de vazamentos de dados biométricos e outras informações pessoais na Índia pode ter exposto até 130 milhões de pessoas ao risco de fraude ou outros crimes digitais. De acordo com o Centre for Internet and Society (CIS) de Bangalore, brechas em quatro bancos de dados gerenciados pelas autoridades indianas acabaram revelando na internet os chamados números Aadhaar, que podem ser usados para identificar pessoas que vivem país.

A ideia original do sistema era facilitar o acesso de indianos a programas de bem-estar, saúde e educação

O sistema Aadhaar foi criado em 2009 com o intuito de aportar números únicos de identidade não somente para identificar cidadãos indianos, mas também qualquer pessoa que more e trabalhe na Índia. Os códigos possuem 12 dígitos e são mantidos em um banco de dados central da Unique Identification Authority of India (UIDAI), onde ficam ligados a dados biométricos que combinam a leitura de íris e de impressões digitais.

A ideia por trás do sistema Aadhaar era aplicar a biometria como uma forma de garantir que os indianos tenham acesso facilitado a programas de bem-estar, saúde e educação. No entanto, a escala gigantesca da empreitada fez com que a iniciativa fosse pontilhada de controvérsias desde o princípio. Até o momento, cerca de 1,13 bilhão de números de identificação foram atribuídos, de acordo com dados da UIDAI – a Índia tem uma população de 1,32 bilhão.

O sistema Aadhaar apresenta riscos consideráveis para os indianos

Brechas perigosas

Em 2014, no entanto, o escopo do programa Aadhaar foi ampliado, com os dados sendo utilizados para alimentar diferentes bancos de dados governamentais, o que acabou criando uma estrutura de informações que levantou questionamentos sobre segurança e privacidade. Segundo o site The Wire, as informações vazadas estavam organizadas em planilhas do Excel e podem ser facilmente localizadas por meio de pesquisa na internet.

Com o crescimento da utilização dos números Aadhaar em áreas como seguros e bancos e com o fato de não haver um sistema que cheque automaticamente se a biometria de quem está utilizando o código é a de quem diz ser, fraudes se tornam não apenas possíveis, mas simples. “Esses vazamentos são sintomáticos de um dano significativo e potencialmente irreversível à privacidade [dos indianos]”, conclui o relatório da CIS sobre o ocorrido.

Cupons de desconto TecMundo: