De todas as coisas irritantes envolvendo acidentes com ossos quebrados (além do fato de você ter quebrado um osso, é claro), a mais incômoda certamente é resultado de ter que usar aqueles gessos extremamente desconfortáveis. Uma nova tecnologia chamada Cast21, contudo, promete ser o sucessor perfeito desse velho tratamento, oferecendo não apenas uma forma muito mais bonita e interessante, como também eficiente.

E o que esse gesso tem de tão incrível? Bem, basta observar a imagem logo acima para que a resposta fique clara. Para começar, o Cast21 tem uma estrutura oca; ou seja, nada mais de problemas com aquelas coceirinhas que você não consegue alcançar. Além disso, ela foi matematicamente projetada para ser leve e resistente, composta apenas de uma série de tubos sólidos que prometem atrapalhar muito menos seu dia a dia.

Como se não fosse suficiente, o material do qual ele é composto – um conjunto de tubos ocos de silicone preenchido por dois líquidos que se solidificam ao se misturarem – é à prova d’água. Assim, você pode dar adeus à dor de cabeça que é evitar molhar o gesso na hora do banho ou simplesmente ao lavar as mãos.

Usar o Cast21 significa estar livre de quase todas as limitações do gesso comum

Já para dar um toque extra ao visual do material, vale notar que é possível preparar o Cast21 nas mais variadas cores ou até com padrões especiais, como o bom e velho estilo de camuflagem ou com temas mais curiosos. E tudo isso nem mesmo aumenta o preço do material; de fato, o custo de criar um Cast21 é praticamente o mesmo do gesso médico comum, o que torna ele ainda mais atrativo para as empresas.

O gesso do futuro?

É claro que, ao ver uma ideia tão impressionante quanto essa, muitos podem pensar que o Cast21 é algo que não passa de um conceito ou de algo que só veremos dentro de uma década. Se engana, no entanto, quem pensa assim, já que a tecnologia está pronta e funciona exatamente como prometido.

Segundo o site Engadget, tudo para a empresa, no momento, é uma questão de encontrar investidores interessados para começar a fabricação e prototipagem inicial do Cast21. Caso o melhor ocorra, os testes em pacientes devem começar em algum momento de 2017. De acordo com Justin Brooks (o diretor de operações da companhia), os planos para esse gesso também incluem o mercado veterinário.

Resta agora esperar e ficar de olho para ver se o Cast21 vai mesmo vingar.

Cupons de desconto TecMundo: