O estresse causado pelo trabalho não é um problema novo no Japão. O país até possui um termo para definir a “morte por excesso de trabalho”: KAROSHI (KKARO = excesso de trabalho e SHI = Morte).

O Japão não tem limites legais em relação à horas de trabalho, mas o ministério reconhece dois tipos de karoshi: morte por doença cardiovascular ligada ao excesso de trabalho e suicídio após estresse mental relacionado ao trabalho. Suicídios relacionados ao trabalho tiveram uma alta de 45% nos últimos 4 anos.

Visando reduzir o número de mortes (que ultrapassam 2 mil por ano), ou pelo menos erradicar o Karoshi entre os profissionais que trabalham no computador, a empresa Alps Electric inventou um mouse elétrico capaz de monitorar o nível de stress do usuário.

Mouse monitora os níveis de hemoglobina, saturação de oxigênio e ritmo de pulsação

O mouse tem um funcionamento normal e possui sensores capazes de reportar aos empregadores dados sobre seus funcionários, como os níveis de hemoglobina, saturação de oxigênio e ritmo de pulsação, além de fatores externos como temperatura e humidade do ar.

O dispositivo foi divulgado durante o evento Medtec Japan 2016, que aconteceu durante os dias 20 e 22 de abril em Tóquio, Japão. O lançamento é previsto para o final do primeiro quarto de 2017.

Qual seria a solução para diminuir o número de mortes por excesso de trabalho nas empresas? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: