A maioria dos smartphones que encontramos no mercado tem uma memória de armazenamento que varia entre 8 GB e 16 GB — com algumas exceções para menos e para mais. Contudo, se depender da SanDisk com o novo iNAND 7232, a capacidade mínima de todos os celulares deve ser de 32 GB e a máxima de 128 GB.

Esse aumento pode ocorrer dentro de um futuro próximo, já que cada vez mais nos damos conta de que 16 GB podem acabar rápido — se você quiser umas dicas para Android e iOS sobre como poupar espaço no seu celular, clique nos links anteriores.

Igual aos modernos SSDs em computadores, o novo iNAND segue a mesma tática para armazenar dados. Ele é dividido em duas áreas: um cache SLC de alto desempenho que atinge 280 MB/s em leitura e uma partição TLC NAND que guarda a maior parte das informações.

A SanDisk também afirma que o iNAND pode lidar com redes wireless em configurações de antenas 2 x 2. Ao que parece, resta aguardar que as fabricantes adotem a nova "média" de 32 GB para podermos guardar todas as nossas fotos, vídeos, apps, documentos e o que mais for preciso.

O que você acha de smartphones com armazenamento de 128 GB? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: