Há apenas alguns meses, a SanDisk lançou um cartão micro SD que juntava o melhor de dois mundos: espaço e velocidade. Com 256 GB de armazenamento e velocidades de até 100 MB/s para leitura e 90 MB/s para escrita, o microSDXC Extreme parecia o ápice da inovação da marca nesse segmento. A empresa, no entanto, acaba de provar que pode ir bem mais longe ao anunciar o cartão SD mais parrudo do mundo, com nada menos que 1 TB de memória interna – um valor que, provavelmente, é superior ao encontrado no seu PC ou notebook.

Apesar de ainda se tratar de um protótipo – sem qualquer data ou previsão de chegar ao mercado oficialmente –, fica difícil não se impressionar com o amplo espaço em uma pecinha tão pequena como essa revelada na Photokina nesta terça-feira (20). Esse incremento considerável no produto, porém, já era esperado, já que, no meio do ano passado, a Western Digital e a sua subsidiária tinham dado algumas pistas a respeito da empreitada. Na ocasião, havia uma expectativa de que a fabricante passasse a oferecer cards entre 6 TB e 8 TB ainda em 2016 – graças principalmente à introdução de memórias MCL.

Muito, muito espaço em um cartão de poucos centímetros (ou, como diria o Gênio de "Aladdin": “Poderes cósmicos e fenomenais... dentro de uma lampadazinha!”)

Durante o evento alemão, Dinesh Bahal, vice-presidente da unidade de negócios da WD, lembrou que, há apenas 16 anos, a SanDisk oferecia seu primeiro cartão SD de 64 MB – mostrando que, nesse período, o armazenamento cresceu “somente” 16.384 vezes. Para os consumidores que dependem desse tipo de solução e trabalham com quantidades massivas de dados em dispositivos eletrônicos como câmeras e filmadoras, o novo SDXC Extreme Pro é mais do que bem-vindo, já que o modelo de 512 GB existe há cerca de dois anos.

A ideia da SanDisk com o lançamento, aliás, segue a demanda cada vez maior de espaço para guardar conteúdo multimídia. A popularização dos formatos 4K, a vinda inevitável do 8K, as experiências de realidade virtual e até os imersivos vídeos em 360 graus – que já fazem parte do dia a dia de muita gente, inclusive no Facebook – são apenas alguns dos elementos que direcionaram esse projeto da fabricante.

Quanto? Como? Onde?

Por enquanto, tudo que sabemos sobre o brinquedinho é que ele deve ser absurdamente caro – por se tratar da primeira versão de uma nova família de cartões – e que, muito provavelmente, ele não terá velocidades tão boas quanto as do seu irmão menor. Seja como for, prepare-se para deixar de lado seu card “humildão” de 16 GB, 32 GB ou 64 GB da sua DSLR ou do seu smartphone muito em breve, já que as chances são de que esse primeiro acessório com 1 TB abra ainda mais o leque de opções aos consumidores.

Cupons de desconto TecMundo: